Boavista: Supremo Tribunal revoga sanção de mais dois jogos à porta fechada

9 mai 2023, 10:53
Estádio do Bessa

Em causa incidentes nos jogos ante Moreirense e Vizela da época 2021/22

O Supremo Tribunal Administrativo revogou o castigo de dois encontros à porta fechada determinado pelo Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) ao Boavista, devido a condutas discriminatórias.

Fonte ligada ao processo confirmou à Lusa, esta terça-feira, a decisão deliberada por aquela instância judicial, que deu provimento ao recurso apresentado pelo Boavista sobre a sanção conhecida há praticamente um ano, que também implicava uma multa de 38.250 euros.

O Boavista foi castigado pelo CD da FPF a 14 de junho de 2022, depois da abertura de um processo disciplinar por incidentes verificados durante o jogo ante o Estoril Praia (1-1), a 27 de setembro de 2021, no Bessa, relativo à sétima jornada da edição 2021/22 da I Liga.

O órgão federativo invocou a infração do 113.º artigo do regulamento disciplinar da Liga, que prevê a realização de dois a cinco jogos à porta fechada e a aplicação de uma coima acessória entre 250 e 1.250 unidades de conta aos clubes que «promovam, consintam ou tolerem a exibição de faixas e cânticos de slogans racistas ou, no geral, quaisquer comportamentos que possam atentar contra a dignidade humana em função da raça, língua, religião, origem étnica, género ou orientação sexual».

A 16 de novembro último, o Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) já tinha dado razão ao Boavista. A decisão foi mantida pelo Tribunal Central Administrativo do Sul (TCAS) e até se esgotarem as possibilidades de recurso junto do Supremo Tribunal Administrativo.

Apesar de escapar à realização de mais dois jogos à porta fechada, o Boavista está obrigado a cumprir outra sanção similar de um jogo sem adeptos no Estádio do Bessa, com data e adversário ainda por designar, isto porque o Supremo Tribunal Administrativo já tinha negado o recurso apresentado pelo Boavista sobre a decisão do órgão disciplinar federativo, após o incumprimento de deveres nas receções ao Moreirense (1-0), a 19 de dezembro de 2021, bem como na receção ao Vizela (2-2), a 06 de fevereiro de 2022, ambos os jogos para a I Liga de 2021/22.

Relacionados

Patrocinados