Tiago Pinto: «Início no Benfica foi muito difícil, senti que não podia falhar»

11 mar, 17:35
Tiago Pinto

Antigo dirigente das águias e da Roma recordou ainda uma história curiosa com Luís Filipe Vieira

Tiago Pinto, antigo diretor-desportivo do Benfica e da Roma, concedeu uma entrevista ao jornal inglês «Inews», onde recordou a passagem pelo Benfica. Em declarações ao meio de comunicação social britânico, o dirigente português revelou que viveu um início difícil nas águias.

«É a primeira vez que alguém me pergunta isso, mas não foi o que apareceu. Nas modalidades fiquei protegido porque as pessoas não falam muito sobre isso, mas em Portugal o país vive o futebol do Benfica», afirmou.

«Foi muito difícil no início. Senti tanta pressão, senti ‘Não podes errar agora’. Todos os meus tios, todos os meus primos apoiam o Benfica. Mas aos poucos fui aprendendo a lidar com isso, o presidente foi muito importante, mas também Rui Vitória.»

Nas mesmas declarações, Tiago Pinto lembrou o que aprendeu com Luís Filipe Vieira, antigo presidente do Benfica.

«Aprendi com o meu primeiro presidente no Benfica. Eu costumava ficar muito animado quando fechávamos um negócio. Mas ele dizia: ‘Se fechámos o negócio, significa que poderíamos ter feito melhor. Ele quis dizer que quando fechas o negócio, o outro lado também fica feliz e isso não é bom.»

Tiago Pinto afirmou que sentiu que o ciclo na Roma tinha acabado, mas que duas semanas deixou de ficar em paz com a sua decisão. O dirigente, de 37 anos, disse ainda como foi trabalhar com José Mourinho.

«Não se esqueçam que eu sou português e comecei a trabalhar com ele aos 36 anos. Para um jovem diretor desportivo trabalhar normalmente com Mourinho não é possível», começou por dizer.

«Aprendi muito com ele. Ele é um dos treinadores mais importantes da história do futebol. O futebol é como tudo, tem ciclos. Às vezes concordas, às vezes discordas, mas ninguém pode minimizar o grande impacto que ele teve na Roma.»

Por fim, Tiago Pinto abordou ainda a hipótese de rumar a Inglaterra para trabalhar no Newcastle.

«Se um grande clube como o Newcastle pede para falar contigo, é claro que estás interessado», afirmou.

«Conheço muito bem a história do clube porque Sir Bobby Robson era uma grande personalidade em Portugal e nós pensamos logo no Newcastle. Segui o clube por causa dessa paixão. O trabalho que a nova direção fez foi muito impressionante – com uma estratégia inteligente, eles saíram de uma luta contra a descida para a Liga dos Campeões, então há um enorme potencial no Newcastle. Não sei se o interesse é verdadeiro ou não, mas quem diria não a um projeto como esse?», concluiu Tiago Pinto.

Relacionados

Benfica

Mais Benfica

Mais Lidas

Patrocinados