Saiba tudo sobre o Euro aqui

Estrela da Amadora-Benfica, 1-4 (destaques)

Rafael Vaz , Estádio José Gomes, Amadora
29 jan, 21:06

Arthur Cabral e Di María, os omnipresentes

A FIGURA: Arthur Cabral

Muito criticado desde o início da época, Arthur mostrou mais uma vez que tem muito mais futebol do aquele que lhe apregoam. Vítima do coletivo mais pobre das águias, o avançado foi-se dando ao jogo, até em alturas em que baixou para participar no processo ofensivo da equipa de Roger Schmidt. Depois, fez o que se pede a um ponta de lança: a primeira ainda desperdiçou, mas na segunda oportunidade, fez o empate com um golaço de bicicleta. A seguir, fez também o passe para o golo de Rafa e na segunda parte é dele o cabeceamento que antecedeu o golo de Otamendi. Marcou pontos.

O MOMENTO: Rafa, meia-volta para a reviravolta (minuto 45+1)

Logo a seguir ao golaço de Arthur, o brasileiro assistiu Rafa para o 2-1 em cima do intervalo. À meia-volta, o avançado português marcou mais um golo de belo efeito.

OUTROS DESTAQUES

Di María

Como quase sempre, um dos destaques do Benfica: mesmo quando está mal, consegue desequilibrar. Esta noite até apareceu mais inspirado na Reboleira, e por isso o impacto ainda foi maior. Somou várias ações de perigo, principalmente no passe, antes da bola açucarada para Arthur fazer o empate. Logo a seguir, também esteve no lance do 2-1 de Rafa e bateu o canto no 3-1 de Otamendi. Coletivamente, a águia está longe de ser o que já foi, mas enquanto tiver este Di María na zona de definição, arrisca-se sempre a ganhar.

Rollheiser

Foram poucos os minutos, mas Rollheiser estreou-se esta noite de águia ao peito. Entrou para o lugar do compatriota Di María – talvez uma passagem de testemunho simbólica –, mostrou bons pormenores no pouco tempo que esteve em campo.

Marcos Leonardo

Está boa a luta pelo lugar no ataque do Benfica. Arthur Cabral fez uma das melhores exibições de águia ao peito, mas com Marcos Leonardo, não tem descanso. Lançado aos 74 minutos, esteve sempre muito em jogo e ainda conseguiu «molhar» a sopa com o 4-1, nos descontos.

Léo Jabá

Uma flecha apontada à baliza do Benfica, Léo Jabá. Gozou de muita liberdade no corredor esquerdo, principalmente no momento de transição ofensiva, e soube aproveitá-la. Saíram dos pés dele as principais oportunidades dos homens de casa e numa delas fez mesmo o golo, à segunda. Foi perdendo impacto com o decorrer dos minutos, também com muito cansaço acumulado, mas sai desta noite sem dúvida com nota positiva.

Aloísio

Entrou para o onze para o lugar de Pedro Sá, no meio-campo, e fez um jogo positivo. Batalhou muito no momento defensivo e mostrou bons pormenores com bola, principalmente no momento do passe longo.

Relacionados

Benfica

Mais Benfica

Mais Lidas

Patrocinados