Banksy diz que foi roubado por marca de roupa - e por isso faz um apelo aos ladrões

18 nov, 20:05
Banksy acusa Guess (Instagram Banksy)

O caso foi denunciado pelo próprio numa publicação no Instagram

O artista britânico Banksy, cuja identidade é desconhecida, acusou a marca de roupa norte-americana Guess de usar as suas obras de arte urbana na nova coleção sem que fosse pedida autorização prévia. O caso foi denunciado pelo próprio numa publicação no Instagram, na qual incentivou mesmo as pessoas a roubar roupas da marca. 

"Atenção a todos os ladrões: por favor vão à Guess da Regent Street [em Londres]. Eles usaram livremente o meu trabalho artístico sem me perguntar, como é que pode ser errado para vocês fazerem o mesmo com a roupa deles?", escreveu. 

Nesta publicação é possível ver-se a montra da loja, localizada na Regent Street, com uma obra de Banksy como plano de fundo da coleção. O artista não deu mais detalhes sobre o caso. 

Esta nova coleção da Guess é uma parceria com a empresa Brandalised, que tem uma licença para oferecer aos fãs de Banksy alguns dos seus grafítis. A revista Rolling Stone tentou obter um esclarecimento da marca norte-americana, mas ainda não obteve qualquer resposta. 

Relacionados

Artes

Mais Artes

Patrocinados