O novo "O sexo e a cidade" de Kristin Davis: "É realmente milagroso estarmos juntas outra vez"

14 dez 2021, 00:30

“É simplesmente diferente”, diz Kristin Davis sobre a ausência de Kim Cattrall no novo capítulo de “O Sexo e a Cidade”. Em entrevista exclusiva à CNN Portugal, a atriz prefere sublinhar que “a vida continua” com mais quatro personagens em “And Just Like That”.

PUB

São caras novas, as amigas que acompanham Charlotte, Miranda e Carrie no regresso à vida cosmopolita de Nova Iorque. Depois da televisão entre 1998 e 2004 e depois do cinema em 2008 e 2010, “O Sexo e a Cidade” responde a críticas do passado e acerta o passo com os tempos em que vivemos. A moldura humana da nova série é mais diversa nas origens e nas identidades sexuais, de forma consciente e deliberada. “Estamos a fazer algo que, antes de mais agora é necessário, mas empolgante, que é mostrar quem mais está na cidade”, justifica o produtor, argumentista e realizador Michael Patrick King. E quem mais está na cidade ajuda a mostrar como nem tudo é igual depois dos 50. Uma experiência que as protagonistas originais transportam da vida real para o pequeno ecrã com algumas rugas e dores nas costas, mas com o mesmo glamour de sempre. O espetáculo tem de continuar, mesmo que lhe falte Samantha, a personagem que Kim Cattrall transformou na mais fogosa das “fab four”.

“O Sexo e a Cidade” está vivo, afinal. Como é voltar a Manhattan com os saltos altos da Charlotte, ao fim de tanto tempo?

PUB
PUB
PUB
PUB

Kristin Davis: Adoro! É maravilhoso. Agora, somos “And Just Like That” porque é o próximo capítulo. É realmente milagroso estarmos juntas outra vez e estarmos de volta a Nova Iorque e ver a cidade a voltar à vida depois da pandemia. Tem sido mágico!

As “fab four” já não são quatro. Sentiu a falta da Kim Cattrall na rodagem?

Kristin Davis: Temos quatro pessoas novas. Por isso, não somos três, somos sete…. É difícil dizer… É algo diferente, agora. Temos todas estas pessoas novas. Por isso, é… É simplesmente diferente.

O que é realmente diferente, então?

Kristin Davis: Estamos todas nos 50 e a vida continua a níveis diferentes. As coisas acontecem. Todas as nossas personagens têm novas amigas que trazem novos pontos de vista, o que é realmente divertido. Temos quatro atrizes estupendas connosco. Temos muita sorte e essa é a grande mudança.

De que forma é que a Charlotte e toda a série mudou a sua vida a um nível pessoal e profissional?

Kristin Davis: Essa é uma grande questão! Até é difícil enumerar todas as formas como interpretar a Charlotte mudou a minha vida. Em primeiro lugar, tenho esta incrível experiência criativa há mais de 20 anos com um grupo incrível de pessoas, o que é tão raro na nossa indústria. Só a possibilidade de ter esta relação durante tanto tempo. Às vezes, alguém diz na rodagem: “Lembras-te daquela vez…?” E eu: “Não, não me lembro disso”. E a Cynthia (Nixon): “E lembras-te daquela outra vez que…?” E eu: “Já me lembro disso!” Todas partilhamos pedaços da mesma memória como se fossem livros. Tem sido uma aventura tremenda. Tem sido algo que nunca pensámos que pudesse acontecer à nossa pequena série sobre mulheres a correrem Manhattan nos bons tempos… Nessa perspetiva, é uma dádiva que continua a acontecer.

PUB
PUB
PUB

E o que há de especial aos 50?

Kristin Davis: Penso que nos ralamos muito menos com o que as pessoas pensam. Penso que dizemos o que pensamos com mais liberdade. Penso que conhecemos o nosso poder. Também sinto que temos mais capacidade para ver que estivemos errados num determinado momento, mas estamos certos noutro momento. Há mais equilíbrio nas nossas perspetivas.

 

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Séries

Mais Séries

Patrocinados