"Homem mais sujo do mundo" morre aos 94 anos, poucos meses após ter tomado banho

CNN , Hafsa Khalil
27 out, 09:10
Amu Haji (Getty Images)

Amu Haji acreditava que tomar banho o iria deixar doente

Um eremita iraniano conhecido como “o homem mais sujo do mundo” morreu aos 94 anos, poucos meses depois de ter tomado o primeiro banho em décadas, anunciou a imprensa estatal iraniana.

“Amu Haji” - tio Haji - como lhe chamavam, morreu no domingo em Dezhgah, uma aldeia na província de Fars, no sul do Irão, segundo a agência de notícias estatal IRNA.

De acordo com o chefe do distrito da região, Haji tinha evitado durante décadas a comida fresca e acreditava que “se se lavasse, ficaria doente”, relatou a agência.

Haji era conhecido pela sua posição firme contra o banho: há alguns anos, quando um grupo de aldeões o levou para um rio próximo numa tentativa de o banhar, atirou-se para fora do carro e fugiu.

Os habitantes da zona trataram-no a si e à sua condição com respeito, informou IRNA, compreendendo que o seu medo de adoecer era a razão pela qual evitava a água.

Há alguns meses, os aldeões deram, com sucesso, um banho a Haji.

Haji não era casado. O seu funeral foi realizado na terça-feira à noite na cidade vizinha de Farashband, segundo a IRNA.

Abdul Nasir, da CNN, contribuiu para esta notícia.

Médio Oriente

Mais Médio Oriente

Patrocinados