Homem sente-se mal e morre em praia não vigiada de Loulé

Agência Lusa , AG
14 ago 2023, 11:41
Polícia Marítima fiscaliza praias

Cidadão francês ainda foi assistido no local, mas acabou por não resistir

Um homem de 49 anos morreu no domingo numa zona não vigiada entre as praias de Vale do Lobo e Loulé Velho, anunciou a Autoridade Marítima Nacional (AMN), atribuindo a causa da morte a uma alegada paragem cardiorrespiratória.

As autoridades foram informadas pelas 18:45 de que o homem, de nacionalidade francesa, estava em dificuldades, tendo sido retirado da água por banhistas “depois de alegadamente se sentir mal enquanto estava a banhos”, refere a AMN em comunicado.

Apesar dos esforços de elementos do Comando local da Polícia Marítima de Faro, do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), nadadores-salvadores do dispositivo de assistência a banhistas da Câmara de Loulé e da Cruz Vermelha acionados para prestar socorro à vítima, esta acabaria por morrer, precisou.

“O homem foi assistido no local pelos nadadores-salvadores até à chegada do INEM, que deram continuidade às manobras de reanimação, não tendo sido possível reverter a situação”, lamentou a Autoridade Marítima.

Declarada a morte do homem pelo médico do INEM que se deslocou ao local, o corpo da vítima foi transportada para o Instituto de Medicina Legal de Faro pela Cruz Vermelha de Faro, acrescentou.

A AMN salientou ainda que foram acionados para o local elementos do Gabinete de Psicologia da Polícia Marítima para dar apoio aos familiares da vítima.

País

Mais País

Mais Lidas

Patrocinados