“No Brasil, a gente inventou uma forma de combate à corrupção, mas os combatentes gostavam também muito de dinheiro”. Entrevista a Gilmar Mendes

30 jun, 19:00

Vários ministros do governo de Lula da Silva, deputados e senadores, juízes das mais altas instâncias e representantes das maiores empresas do brasil estiveram esta semana em peso, em Lisboa para a 12ª edição do Fórum Jurídico, um influente espaço de discussão fundado pelo poderoso juiz e ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes.

Numa conversa para o CNN Radar Internacional, Gilmar Mendes falou das investigações relacionadas com a invasão dos Três Poderes, assumindo que existem poucas condições para amnistiar os participantes do 8 de janeiro.

O juiz acredita ainda que a suspensão dos direitos políticos de Jair Bolsonaro deve manter-se até 2030, o que significaria que o ex-presidente estaria fora da corrida à presidência em 2026. Também não poupa nas críticas a Sérgio Moro, que recentemente foi alvo de uma queixa por calúnia, ao sugerir que Gilmar Mendes era corrupto.

Brasil

Mais Brasil

Patrocinados