As pessoas ficam chocadas com a técnica de Brooke Schoenman

CNN , Caroline Eubanks
1 nov, 21:00
Brooke Schoenman aperfeiçoou as suas técnicas de fazer malas desde o lançamento de um blog sobre o assunto

É preciso falar sobre as malas que levamos para viajar - e sobre o que pomos lá dentro

Tem sido um ano de caos nos aeroportos e os problemas com o manuseamento de bagagem deixaram muitos viajantes com dificuldades em recuperar as suas malas.

Viajar de avião apenas com bagagem de mão é mais desejável do que nunca. Mas, para certa uma viajante, nem isso é minimalista o suficiente. Vai fazer-se à estrada com apenas um pequeno saco de ombros com capacidade de 12 litros.

Brooke Schoenman é uma norte-americana que vive na Austrália e é a editora de Her Packing List, um site que utiliza para transmitir a sua sabedoria quanto a reduzir o que levar em viagem.

E isso é algo que ela já testou quase ao extremo.

O caminho de Schoenman para aliviar a carga começou quando estudou em Itália, antes de embarcar numa viagem de pós-graduação à volta do mundo. Pelo caminho, explorou a Guatemala e mais tarde trabalhou a ensinar inglês na Ucrânia, antes de se mudar para a Austrália, há 13 anos.

"Acho que tinha uma mochila com capacidade de 55 litros e uma mochila mais pequena que usava à frente", conta à CNN Travel sobre a sua primeira viagem. Uma mochila de 55 litros pode ser do tamanho máximo, ou um pouco grande de mais, para bagagem de mão. "Eu era assim, a tentar levar pouca coisa. Pensava 'não sei como é que as pessoas conseguem levar uma mala com capacidade para 30 litros'."

"Não usei todas aquelas coisas extras que levei na bagagem."

À medida que ganhava mais experiência como viajante, diz que levar pouca bagagem se tornou mais importante para ela.

"Foi literalmente o transporte de coisas que começou a desgastar-me. Sempre que tinha de atravessar este aeroporto ou encontrar o caminho para o autocarro, para o comboio, para o aeroporto ou para o que quer que fosse, pensava 'isto é horrível'."

Esta perceção foi uma das razões por detrás do início de Her Packing List, em 2010. O objetivo do site é ajudar todos os viajantes, mas especialmente as mulheres, a fazer malas e planear melhor as suas viagens através de diretrizes sobre como fazer malas e dicas. O nome do site vem das listas de verificação que Schoenman diz serem uma ferramenta importante para se preparar para viajar.

"Só leva isso?"

Brooke Schoenman aperfeiçoou as suas técnicas de fazer malas desde o lançamento de um blogue sobre o assunto

"Preparar-me para [uma viagem] era a única coisa que podia fazer enquanto esperava para partir,", diz. "Portanto, pensar nisso e pensar em todas as coisas que podias levar e guardar era empolgante."

O site nem sempre foi sobre bagagem minimalista: inicialmente oferecia conselhos para viajantes que têm de fazer check-in da bagagem, mas tem evoluído ao longo dos anos à medida que a própria Schoenman viaja com cada menos coisas.

"Quando comecei o site não falava sempre sobre a bagagem de mão", conta. "Fazia o check-in de uma mala e a bagagem de mão que levava comigo na cabina tinha coisas muito valiosas ou coisas que se partiam com facilidade ou ainda uma roupa extra e um par de cuecas extra, esse tipo de coisas. E então comecei a levar menos coisas."

Schoenman atingiu o seu auge de bagagem minimalista em 2016 quando partiu para três semanas de viagens internacionais com apenas uma bolsa com capacidade para 12 litros e um itinerário nos EUA que incluía Portland, Vegas, Chicago, São Francisco e três dias num comboio da Amtrak.

"Entrei num Uber a caminho do aeroporto de Sydney", recorda. "O tipo disse 'para onde vai?, que terminal?', respondi 'internacional', 'onde está a sua bagagem?, de quanto tempo é a sua viagem?', 'três semanas', 'só leva isso?',  'sim'."

Schoenman diz que as pessoas ficam "chocadas" ao saber o mínimo de coisas que podem levar

Os amigos e familiares dela também se gostaram da ideia de pouca bagagem. "A minha mãe riu-se quando viu a minha mala e percebeu que era toda a bagagem que eu levava."

Dentro da sua mala do portátil colocou o essencial. Isso incluía um cubo de embalagem de roupa que pode ser utilizado de várias maneiras, sapatos dobráveis, um miniteclado para o seu smartphone e pequenos recipientes de produtos essenciais de higiene pessoal. Na viagem, iriam passar por vários tipos de clima, por isso o planeamento do guarda-roupa foi importante.

"Viajei em abril e fui apanhada completamente desprevenida quando as temperaturas de Portland atingiram os 20 graus nessa viagem", recorda.

"Felizmente lembrei-me de levar um guarda-roupa para vestir por camadas, por isso tinha peças mais leves que funcionavam nas temperaturas mais quentes. Também estava muito frio e ventoso quando visitei Chicago. Então, ter roupa para vestir em camadas por cima foi superimportante."

"Maravilhosa" leveza

Schoenman demonstra uma mochila minimalista de viagem

O seu modo de embalar também facilitou bastante o transporte.

"Senti que estava muito mais leve mentalmente naquela viagem quando me mudei de um destino para outro porque não tinha de me preocupar com a minha bagagem ou pensar muito no que ia usar, por entre as minhas opções limitadas.

"É bom poder sair do aeroporto ou do comboio e sair logo para a rua com toda a bagagem sem me sentir limitada no processo."

Também ajudou quando chegou a hora de sair do quarto.

"No meu último dia em Las Vegas, fiz o check-out do meu alojamento e depois fui às compras à tarde com todas as minhas bagagens e pertences", conta.

"Como só levava a minha mala messenger, não era desconfortável nem descabido. Além disso, não ter de me preocupar em ir buscar a minha bagagem armazenada antes de ir para o aeroporto foi maravilhoso."

Schoenman diz que é mais importante do que nunca viajar com pouca bagagem agora, em que os operadores do aeroporto têm dificuldade em manter o número de pessoal na pós-pandemia.

"Alguém partilhou comigo que foi viajar e demorou oito semanas a recuperar a bagagem", conta. "A bagagem deles foi na direção completamente oposta de onde iam, foi dar a volta ao mundo."

Depois de receber feedback positivo da sua publicação no blogue sobre bagagem minimalista, começou a dar palestras sobre como os outros podem fazer o mesmo.

"As pessoas estão muito chocadas por terem conseguido alcançar o que conseguiram alcançar", diz Schoenman.

"Dou-lhes uma estrutura e, depois, todas as semanas concentramo-nos numa área de embalagem. Dou-lhes lições e tarefas para cumprirem passo a passo."

Maximizando a minimização

Schnoenman diz que a bagagem minimalista se deve parcialmente a um estado de espírito

Os formandos da turma partilharam fotos com ela sobre as suas próprias viagens minimalistas. Mas, no fundo, diz ela, o mais importante no que a inspirou não é o que levar ou não levar. É uma mentalidade.

"Muito disso é apenas perceber quais são as suas prioridades e estar confortável com menos, o que é muito difícil para algumas pessoas compreenderem. Já tive pessoas que saíram deste curso e depois inscreveram-se em cursos de 'destralhamento' e assim porque a mente deles está preparada. O que mais posso minimizar na minha vida?"

Para aqueles que planeiam a sua própria lista de bagagem leve para uma próxima viagem, Schoenman diz que certos itens são úteis mas não inteiramente necessários.

"Obviamente, diferentes tipos de cubos de embalagem podem ser muito úteis, especialmente qualquer coisa que possa comprimir as coisas para que seja mais fácil entrar num espaço pequeno. Outra coisa é apenas encontrar itens que sejam do tamanho certo para a sua viagem. Os recipientes de higiene pessoal de viagem são muitas vezes muito maiores do que o necessário para a sua viagem em muitos dos produtos que usa."

Hoje em dia, Schoenman não viaja apenas com uma bolsa de mão em cada viagem, mas ainda mantém a bagagem leve com mochilas de tamanho semelhante, especialmente em frequentes viagens de mineração de opala para o interior australiano.

"O meu saco maior é um saco com capacidade para 26 litros", que é do tamanho de uma mochila escolar. "A sério. Essa é a minha viagem de alta qualidade."

Viagens

Mais Viagens

Na SELFIE

Patrocinados