Presidente da UEFA retira «peso» ao beijo de Rubiales

19 set 2023, 19:04
Aleksander Ceferin (AP Photo/Manu Fernandez)

Aleksander Ceferin continua a criticar a atitude do ex-presidente da federação espanhola mas entende que não se trata de um delito grave e que os jornalistas exageraram

Aleksander Ceferin, presidente da UEFA, voltou a comentar o caso que está a abalar o futebol em Espanha: o beijo que Luis Ribuales, na altura presidente da RFEF, deu à jogadora Jenni Hermoso, depois da conquista do Mundial de futebol feminino. E, apesar de voltar a dizer que foi um gesto «inapropriado e imprudente», acabou por relativizar a situação e tentar retirar gravidade à polémica.

Numa entrevista ao meio de comunicação N1, da Eslovénia, Ceferin admite que manteve contactos com Luis Rubiales e que lhe disse que,  para a Real Federação Espanhola de Futebol, seria melhor que se demitisse. «No entanto, não sei que peso acabou por ter o meu conselho», acrescentou o líder da UEFA.

Ceferin, todavia, entende que a polémica atingiu proporções exageradas. E aponta o dedo à comunicação social: «o que Rubiales fez foi, como disse, inapropriado e imprudente. Mas quando leio que é um delito grave... Como advogado penalista, isso parece-me completamente ilógico. Vocês, os jornalistas, levaram a história até este nível».

Ceferin admite ainda que há poucas mulheres no futebol e disse esperar que elas venham a ocupar mais lugares na estrutura da UEFA. 

 

 

Patrocinados