Ucrânia: soldado dá o pontapé de saída no campeonato e jogador chora

23 ago, 11:52

Momentos de forte emoção no Shakhtar-Metalist, realizado à porta fechada no Estádio Olímpico de Kiev

O campeonato ucraniano está de volta, mais de oito meses depois dos últimos jogos realizados no país, em dezembro de 2021. Com a guerra a decorrer, o futebol regressa para transmitir um sinal de esperança e servir de veículo de divulgação das atrocidades cometidas pela Rússia.

O pontapé de saída foi dado às 11h00, no Estádio Olímpico de Kiev, com a realização do Shakhtar Donetsk-Metalist1925, que terminou com um nulo (0-0). O jogo, realizado à porta fechada por motivos de segurança, foi antecedido por momentos de forte emoção.

No Dia Nacional da Bandeira da Ucrânia, os jogadores das duas equipas e o árbitro apresentaram-se com bandeiras ucranianas. Seguiu-se o hino nacional e uma mensagem do presidente Volodymyr Zelensky.

Para dar o toque na bola que representou o regresso do campeonato ucraniano, foi convidado um jovem soldado, ferido na guerra. 

Quando o soldado abandonou o relvado, depois de dar o pontapé de saída simbólico, foram notórias as lágrimas de Danylo Sikan, avançado de 21 anos do Shakhtar. Um momento arrepiante.

O pontapé de saída simbólico do campeonato:

O hino nacional interpretado antes do Shakhtar-Metalist1925:

A mensagem de Volodymir Zelensky para os jogadores:

Patrocinados