Estes são os turistas mais malcomportados de 2023

CNN , Julia Buckley
25 dez 2023, 22:00
(CNN)

Despir-se da cintura para baixo num local sagrado. Conduzir um carro através de uma ponte medieval, tão frágil quanto famosa. Esculpir o seu nome num ícone mundial e fazer uma caminhada penosa... para consumir drogas ilegais.

Estas são apenas algumas das coisas que os turistas fizeram em 2023. Danificaram locais históricos, comeram espécies em vias de extinção e - no caso de um casal - roubaram cerca de dois milhões de euros de vinho de um restaurante com uma estrela Michelin. Insultaram (alegadamente) guardas fronteiriços e exibiram-se à frente de crianças. E quando foram apanhados, muitas vezes alegaram ignorância.

Aqui estão 25 dos piores incidentes que vimos em 2023.

Janeiro

Uma ponte demasiado longe: a Ponte Vecchio, em Florença (CNN)

Há muito que Itália é um centro de mau comportamento para os turistas que a tratam como um parque temático, e o ano começou de uma forma previsivelmente sombria, quando um americano foi apanhado a conduzir na ponte pedonal Ponte Vecchio, em Florença. A ponte mais famosa de Itália, construída no período medieval e depois reconstruída para ligar o Palazzo Pitti às Galerias Uffizi sob o domínio dos Medici, que viviam na primeira e trabalhavam na segunda, a Ponte Vecchio era alegadamente tão bonita que os alemães a deixaram intacta na Segunda Guerra Mundial porque Hitler se tinha apaixonado por ela numa visita com Mussolini. O americano de 34 anos foi multado em 500 euros por ter atravessado a ponte.

Fevereiro

O ano também começou mal para a vida selvagem, bem como para o património. Em fevereiro, uma influenciadora chinesa foi multada depois de ter feito uma transmissão em direto a cozinhar e a comer um grande tubarão branco - uma espécie protegida na China. Foi-lhe aplicada uma coima de 125 mil yuan, ou seja, perto de 16 mil euros.

Março

Desanimado: o Studio Ghibli reprimiu os visitantes que tiravam fotografias "indecentes" (CNN)

A primavera tinha acabado de chegar ao hemisfério norte quando, em março, um turista russo provocou um escândalo ao despir-se para tirar uma fotografia semi-nua num local sagrado em Bali.

O homem - Yuri Chilikin - ficou nu da cintura para baixo na sua sessão fotográfica improvisada no Monte Agung, um vulcão sagrado para o deus Shiva. Mais tarde, Yuri pediu desculpa e chamou Ni Luh Djelantik, empresária balinesa e extraordinária ajudante de turistas em apuros, para mediar a tensão entre ele e os habitantes locais.

Acabou por participar numa cerimónia num templo, onde rezou ao lado de sacerdotes hindus. No entanto, isso não impediu que fosse deportado.

Chilikin não foi o único turista que se portou mal em Bali. No mesmo mês, as autoridades anunciaram a proibição do aluguer de motas pelos turistas, devido aos acidentes que provocam.

Entretanto, no Japão, as autoridades anunciaram a proibição de tirar fotografias "indecentes" aos visitantes do parque temático Ghibli Park, dedicado à obra da popular empresa de animação Studio Ghibli.

Em fevereiro, foram publicadas nas redes sociais fotografias que mostravam homens que "fingiam atacar sexualmente jovens personagens femininas" no Parque Ghibli, noticiou o jornal Straits Times de Singapura.

"Para aqueles que vêm ao parque para fazer este tipo de coisas, eu preferia que não viessem de todo", disse Hideaki Ōmura, governador da província de Aichi.

E com o início da primavera em Hong Kong, os residentes notaram o ressurgimento de "mendigos" que andam de autocarro, vendem coisas ou simplesmente pedem dinheiro aos habitantes locais para financiar as suas viagens. Ashley James, um residente, disse à CNN: "Hong Kong é um sítio muito caro para se viver... Os habitantes locais nem sequer se podem dar ao luxo (de viver) aqui. Porque é que estão num dos locais mais caros do mundo e nos pedem para comprarmos missangas? Viajar é um luxo em todo o mundo e as pessoas que dizem 'paguem a minha viagem' são estúpidas e têm direito a isso".

De volta a Itália, Florença ficou à mercê de mais um turista americano ao volante. Um homem de 43 anos foi multado em 470 euros por conduzir ilegalmente o seu carro alugado - um Ferrari vermelho vivo - na Piazza della Signoria, a praça principal da sede do Renascimento.

Entretanto, Veneza não é alheia ao mau comportamento dos turistas, mas em março um visitante colocou-se em risco ao saltar para um canal do topo de um edifício de três andares. O presidente da Câmara, Luigi Brugnaro, tweetou que daria ao autor do crime "um certificado de estupidez e muitos pontapés" assim que fosse localizado, culpando as redes sociais: "Fazem estas coisas estúpidas para ganharem likes".

No entanto, houve uma boa notícia no início da época europeia. Em março, um casal foi preso pelo roubo, em 2021, de vinho avaliado em 1,5 milhões de euros de um restaurante com estrela Michelin em Espanha. O casal deixou o restaurante Atrio em Cáceres, no oeste da Espanha, levando 45 garrafas de vinho embrulhadas em toalhas de hotel e escondidas em malas de viagem, segundo o tribunal - incluindo uma garrafa de Chateau d'Yquem de 1805 que estava listada no menu por 350 mil euros. O casal tinha visitado o restaurante três vezes enquanto planeava o assalto, antes de ter um jantar de 14 pratos e uma visita guiada à adega. Depois, durante a noite, entraram no restaurante a partir do hotel adjacente.

Por vezes, não é um indivíduo que se comporta mal - é um país inteiro. Em março, Amesterdão lançou a campanha "Stay Away" para dissuadir os jovens britânicos de virem à capital causar o caos nas despedidas de solteiro. A campanha utilizou anúncios específicos que apareciam para quem pesquisasse no Google termos como "hotel barato em Amesterdão" ou "pub crawl em Amesterdão", avisando os possíveis viajantes desordeiros da possibilidade de serem presos, multados ou acabarem no hospital depois de uma bebedeira que corresse mal.

Abril

Os socorristas foram chamados quando o fungo parou (CNN)

Podem não o ter feito em benefício das redes sociais, mas um grupo de "jovens adultos do sexo masculino" meteu-se em sarilhos no Lake District, no Reino Unido. A região é conhecida pelas suas belas paisagens, mas para este grupo, a beleza natural não era suficiente - e decidiram aumentar a experiência com cogumelos mágicos. Os socorristas voluntários foram alertados por transeuntes e encontraram o grupo "que parecia estar desorientado".

Maio

Não se mexa: a aldeia austríaca de Hallstatt construiu uma vedação para impedir os turistas de tirarem selfies (CNN)

Com o início da época estival europeia, uma aldeia austríaca ficou tão farta de turistas a tirar selfies que ergueu uma vedação para bloquear a vista. Hallstatt, que se diz ter inspirado o filme da Disney "Frozen", ergueu a vedação depois de ter suportado até 10 mil visitantes por dia na aldeia de cerca de 800 habitantes.

Por vezes, o mau comportamento tem consequências trágicas - e não apenas para os turistas. No dia 20 de maio, um visitante do Parque Nacional de Yellowstone "perturbou" uma cria de bisonte recém-nascida, depois de esta se ter separado da mãe e do resto da manada ao atravessar um rio. O homem retirou a cria do rio, apesar de os regulamentos do parque determinarem que os visitantes devem manter-se a uma distância mínima de 25 metros dos animais. Após a interação, a manada rejeitou a cria, que começou então a aproximar-se dos visitantes do parque. O animal foi eutanasiado pelos guardas florestais.

Consequências horríveis foram evitadas por pouco quando o YouTuber Trevor Daniel Jacob despenhou deliberadamente o seu avião na Califórnia enquanto fazia um vídeo para promover uma carteira. Jacob, piloto e paraquedista, filmou-se a ejetar-se e a saltar de paraquedas em segurança. Declarou-se culpado depois de as imagens se terem tornado virais por todas as razões erradas.

Mas nem sempre são os humanos que se comportam mal. Um cão "exausto" e possivelmente ferido teve de ser resgatado em Lake District, no Reino Unido, depois de se ter recusado a continuar a andar. Uma equipa de salvamento de montanha retirou-o em maca do ponto de referência Scafell Pike em pouco mais de quatro horas. Com 34 quilos, é um cão robusto, mas não está à altura de uma equipa de profissionais com uma maca.

"Apesar de ser um cão bastante grande, com 34 quilos, foi uma alegria transportar uma vítima relativamente leve. A vítima manteve-se fria, calma e positivamente majestosa durante todo o tempo", afirmou a equipa de salvamento num comunicado.

Junho

Quem diria que o Coliseu era antigo? (CNN)

Em junho, um turista no Coliseu de Roma foi apanhado a esculpir "Ivan + Hayley 23" no monumento com dois mil anos. Enquanto estava a ser filmado, sorriu - mas estava menos animado quando a polícia o localizou um dia depois. De acordo com um porta-voz dos carabinieri, o britânico pediu imediatamente perdão às autoridades italianas e disse que não sabia a idade do monumento. Pensa-se agora que estará a aguardar julgamento em 2024.

Julho

Vândalos escreveram na parede do Coliseu (CNN)

À medida que o verão avançava, os turistas em Itália continuavam a danificar o seu delicado património. Em julho, dois adolescentes foram apanhados a desfigurar o Coliseu em dias consecutivos: primeiro uma rapariga da Suíça e depois um jovem alemão. Ambos foram apanhados a gravar os seus nomes na estrutura.

Agosto

Pessoas nuas tornaram-se um problema numa quinta de girassóis no Reino Unido (CNN)

Quando as temperaturas sobem, muitos de nós têm vontade de se despir - o que levou a que os visitantes dos campos de girassóis do Reino Unido fossem convidados a parar de posar nus no meio da folhagem.

Os proprietários da quinta Stoke Fruit Farm, na ilha de Hayling, ao largo da costa sul de Inglaterra, lançaram um apelo nas redes sociais para que os visitantes mantenham a roupa vestida, depois de terem notado um número crescente de visitantes a despir-se para posar nus no meio das flores. O proprietário Sam Wilson disse à CNN que este é um problema particular de 2023.

"Sempre tivemos pessoas a tirar fotografias picantes, mas este é o primeiro ano em que se tornou um problema, razão pela qual colocámos sinais", disse, acrescentando que o aviso foi feito depois de as crianças que visitam o espaço "terem visto o que se estava a passar".

Entretanto, em Itália, dois turistas alemães foram detidos por terem grafitado o Corredor Vasari de Florença, que liga as Galerias Uffizi à Ponte Vecchio. A dupla fazia parte de um grupo de 11 pessoas que se encontrava em Florença para assistir a um jogo de futebol. O graffiti, infelizmente previsível, era da sua equipa. Causou prejuízos no valor de 10 mil euros.

No norte do país, um outro grupo de turistas alemães derrubou uma estátua de valor inestimável na sua tentativa de posar para a fotografia perfeita em Viggiù, perto do Lago Como.

E enquanto as temperaturas subiam em Roma, uma turista foi apanhada a entrar na Fonte de Trevi para encher a sua garrafa de água. Não se sabe o que aconteceu à mulher, mas foi filmada a ser detida pelas autoridades. A entrada na famosa fonte pode dar origem a multas de 500 euros.

Por falar em capitais europeias, Paris também não passou incólume pelo verão. Em agosto, dois turistas americanos bêbedos foram encontrados uma manhã na Torre Eiffel, depois de terem passado lá a noite, "alegadamente presos devido ao seu consumo excessivo de álcool", disse o Ministério Público de Paris à CNN.

Setembro

A Air Canada pediu desculpa depois de os passageiros terem sido deixados sentados numa zona de lugares molhada e suja (CNN)

Estamos sempre prontos a condenar os passageiros de outras companhias aéreas por mau comportamento, mas, por vezes, são as próprias companhias aéreas que se entregam a um pouco de mau humor. Em setembro, os funcionários da Air Canada obrigaram os passageiros de um voo de Las Vegas para Montreal a sentarem-se em lugares ainda sujos de vómito de um voo anterior.

"Colocaram grãos de café na bolsa do assento e borrifaram perfume para disfarçar o cheiro. Quando os passageiros, claramente perturbados, tentaram explicar à assistente de bordo que o assento e o cinto de segurança estavam molhados e que ainda havia resíduos de vómito visíveis na sua área, a assistente de bordo pediu desculpa, mas explicou que o voo estava cheio e que não havia nada que pudessem fazer", escreveu um passageiro nas redes sociais.

A companhia aérea pediu desculpas quando a notícia do incidente se tornou viral.

Outubro

Oops (CNN)

Em 2022, um turista causou estragos nos Museus do Vaticano ao partir esculturas antigas. Em 2023, essa tendência horrível tinha-se estendido a Israel, onde duas esculturas romanas do século II d.C. foram danificadas por um turista americano. A polícia disse à CNN que o homem tinha derrubado as estátuas porque as considerava "idólatras", mas o seu advogado discordou, dizendo que ele estava apenas a sofrer de "Síndrome de Jerusalém", em que os turistas ficam tão impressionados com a história que se dissociam da realidade.

Novembro

Quarenta e quatro estrangeiros foram impedidos de entrar no país por comportamento "desrespeitoso" (Neol Celis/Getty Images)

O mau comportamento continuou no final do ano. Em novembro, um turista americano foi banido para sempre das Filipinas, depois de ter sido acusado de escrever palavrões no seu formulário de imigração. As autoridades disseram que o homem "digitou um endereço inventado nas Filipinas, não incluiu o seu nome completo e introduziu palavras profanas na sua entrada".

Segundo o Serviço de Imigração das Filipinas, foi recusada a entrada ao homem de 34 anos, que foi colocado numa lista permanente de não entrada devido ao seu comportamento "desrespeitoso". As autoridades afirmaram que, à chegada, o passageiro "mostrou desdém" para com um funcionário dos serviços de imigração quando lhe foi pedido que preenchesse um formulário de viagem em linha e atirou o passaporte e o telemóvel a outro.

O passageiro disse à CNN que contestava a versão do país. Este é o 44.º estrangeiro a quem foi recusada a entrada este ano por comportamento "desrespeitoso".

Viagens

Mais Viagens

Na SELFIE

Mais Lidas

Patrocinados