Parecia café, cheirava a café, mas era cocaína. PJ deteve homem suspeito de trazer droga para a Europa de avião

26 jun, 13:49
Parece café, mas é cocaína. Foto: Polícia Judiciária

Técnica de dissimulação da cocaína é "extremamente difícil" de detetar

A Polícia Judiciária identificou um homem de 35 anos suspeito de integrar um grupo que introduz "consideráveis quantidades de cocaína" na Europa através da via áerea.

O suspeito, identificado no Aeroporto Internacional de Lisboa, transportava numa mala três embalagens que aparentavam ser de café, com 2,5 kg cada uma. No interior das embalagens estava um pó, "com todas as características semelhantes ao café, incluindo o respetivo odor", relata a polícia num comunicado, mas que após examinado em laboratório revelou tratar-se afinal de cocaína.

Este método de dissimulação desta droga foi identificado pela primeira vez pelas autoridades portuguesas e "torna extremamente difícil a identificação do estupefaciente", explica a Polícia Judiciária (PJ).

O detido foi presente a um primeiro interrogatório judicial e acabou por ficar em prisão preventiva. A operação, com o nome de "Operação Capulus II" foi levada a cabo pela Unidade Nacional de Combate ao Tráfico de Estupefacientes da PJ.

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados