Encontrou um telemóvel topo de gama, mas queria dinheiro para o devolver

PP
13 jul, 11:49
Telemóvel

PSP de Loures deteve uma mulher de 36 anos por “apropriação ilegítima"

Uma mulher esqueceu-se de um telemóvel num estabelecimento comercial, em Lisboa, e umas horas depois recebeu uma chamada telefónica de um suspeito que estaria na posse do seu telemóvel, mas exigia dinheiro para o devolver. Foi apresentar queixa na PSP e uma mulher, de 36 anos, acabou detida.

Segundo o comunicado enviado aos órgãos de comunicação social pelo Comando Metropolitano de Lisboa, a PSP, "através da Divisão Policial de Loures, no dia 10 de julho, pelas 10h00, procedeu à apreensão de um telemóvel no valor de cerca de 1300 euros".

"No dia anterior, foi efetuada uma queixa-crime onde a lesada afirmava ter deixado por esquecimento o seu telemóvel num espaço comercial, em Lisboa, contudo, após algumas horas, recebeu uma chamada telefónica de um suspeito que estaria na posse do referido aparelho, pretendendo uma gratificação para a sua devolução", lê-se no comunicado.

As autoridades levaram a cabo as diligências necessárias para localizar o suspeito e o aparelho apropriado ilegitimamente.

A queixosa combinou um encontro "para a devolução do referido telemóvel e comunicou de imediato este facto à PSP". "Os polícias deslocaram-se ao local, onde puderam identificar uma mulher de 36 anos de idade, que estava na posse do aparelho", acrescenta o comunicado.

"Recuperado o telemóvel e entregue à legítima proprietária, foi a suspeita identificada e constituída arguida por apropriação ilegítima, ficando de dar continuidade às diligências investigatórias de modo a apurar todas as responsabilidades criminais e comunicação ao Tribunal Judicial da Comarca Lisboa Norte – Núcleo de Loures para aplicação da lei vigente", conclui o comunicado.

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Patrocinados