Capucho: «Apenas queria que a equipa se divertisse»

Vítor Maia , Estádio do Dragão, Porto
31 out 2018, 21:59

Taça da Liga: FC Porto-Varzim, 4-2 (reportagem)

Nuno Capucho, treinador do Varzim, em declarações na sala de imprensa do Estádio do Dragão, após a derrota por 4-2 frente ao FC Porto, em jogo da 2.ª jornada do grupo C da Taça da Liga:

«A equipa teve um comportamento bom. Na antevisão disse que se o Sérgio [Conceição] colocasse a equipa que colocou na Taça de Portugal tínhamos mais possibilidades. Poderíamos ter evitado o primeiro golo. No segundo golo, de bola parada, tínhamos 7 jogadores a defender à zona... o Soares não pode cabecear sozinho. Estou orgulhoso do que a minha equipa fez perante um adversário de nível bastante bom. Conseguimos jogar em vários momentos. Marcar dois golos no Dragão é positivo, mas quando perco penso sempre que poderíamos ter feito algo mais.»

[Possibilidades de seguir em frente]:

«Tinha dito que neste grupo éramos outsiders. E continuamos a correr por fora. As pessoas responsáveis deviam repensar a Taça da Liga. É competição interessante e mostra que equipas da Segunda Liga podem aparecer. Devíamos jogar duas vezes em nossa casa. Dentro destes moldes, é mais difícil. Nunca tive o objetivo de passar, queria que a equipa se divertisse. Depois, se algum jogador mostrasse o seu valor, melhor.»

«Ainda agora falei com o presidente. O mais importante é mostrarmos a nossa qualidade. Se mostrarmos os jovens valores que temos, perfeito. Antes disso ainda temos muitos jogos do campeonato. Dignificámos a camisola. A equipa jogou sem medo, não meteu o autocarro nem fez anti-jogo.»

Relacionados

Patrocinados