Amorim: «O Benfica de certeza que não tem mais pressão do que nós»

28 jan, 18:41

Treinador do Sporting aponta todas as baterias para novo triunfo em Leiria

«Vencer, vencer, vencer». Ruben Amorim não se cansou de conjugar o verbo vencer no decorrer da antevisão da final da Taça da Liga deste sábado, deixando claro que está determinado em voltar a vencer o troféu que, na época passada, catapultou os leões para a conquista do título. Pela frente os leões vão ter um Benfica que já venceram este ano, mas que, entretanto, mudou quase tudo. O treinador espera, assim, um adversário «diferente» daquele que venceu na Luz, mas

«Estamos num clube grande que tem de vencer títulos, estou confiante de que vamos vencer, mas aconteça ao que acontecer não vai mudar nada. Se ganharmos vai para o museu, se não acontecer, em vez de quatro troféus em ano e meio serão três. Queremos vencer o jogo, sabemos da responsabilidade que é representar o Sporting e queremos trazer mais um troféu», começou por referir logo a abrir a conferência de imprensa.

O Sporting já venceu o Benfica esta época, há mês e meio, no Estádio da Luz, mas Ruben Amorim não considera que o jogo deste sábado possa ser mais fácil. «O jogo lá foi muito difícil, matámos quando tínhamos de matar, não sofremos golos, mas antes do nosso segundo golo o João Mário esteve à frente da nossa baliza. Às vezes é muito mais difícil do que parece», comentou.

Entre os dois jogos, saiu Jorge Jesus e entrou Nélson Veríssimo e Ruben Amorim espera diferenças, logo a começar pela tática. «São treinadores diferentes, o mais notório é o sistema. Têm usado 4x4x2, podem usar 4x3x3, acho que vão usar 4x3x3, são dinâmicas diferentes, alguns jogadores diferentes. Muda muito a forma de jogar mesmo dentro do mesmo sistema. Fizemos a mesma preparação, analisámos os jogos, até em relação ao jogo de há dois anos em que o mister Veríssimo fez contra nos e em que ficámos fora da Liga Europa», acrescentou.

Não será muito difícil de adivinhar o onze do Sporting, mas o contrário será mais complicado, até para Ruben Amorim. «Nesse aspeto sim, mas o facto de já termos um trabalho de ano e meio, mesmo com o fim da outra época antes, dá-nos vantagem. Não temos a vantagem de conhecer bem o onze do Benfica, mas temos a vantagem de termos as nossas rotinas bem interiorizadas», comentou.

O Benfica não vence um troféu há mais de dois anos, mas a nível de pressão, o treinador do Sporting defende que será igual para os dois lados. «Em relação à pressão, o Benfica de certeza que não tem mais pressão do que nós. Se o Benfica não ganha há dois anos, mas a pressão está dos dois lados. Para mim, está mais do meu lado porque quero ganhar. Temos de ganhar, a prova. Se em 52 jogos, duas derrotas já mexeram com tudo à volta do clube, portanto não queremos perder», destacou ainda.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Sporting

Mais Sporting

Patrocinados