Balakov: «O Sporting não jogava bem contra o FC Porto, não sei porquê»

27 nov 2023, 18:25
Krasimir Balakov

Antigo internacional búlgaro recorda histórias antigas dos tempos que passou em Alvalade em conversa no podcast Final Cut

Krasimir Balakov recordou as cinco temporadas que realizou no Sporting, nos anos noventa, e elegeu o FC Porto como a equipa mais complicada para os leões nesse período. Convidado do podcast Final Cut, o antigo internacional búlgaro recorda ainda outras histórias, mas também aborda a atualidade do clube de Alvalade que continua a acompanhar.

Balakov integrou um plantel que contava com nomes sonantes, como Stan Valckx, Capucho, Cherbakov, Peixe, Paulo Sousa, Luís Figo, Iordanov, Juskowiak e Jorge Cadete, mas houve um adversário, acima de todos, que deixou Balakov incomodado até aos dias de hoje.

«Ainda hoje não sei por que contra o FC Porto o Sporting não conseguia jogar como fazia contra os outros. Não jogávamos bem contra o FC Porto, não sei porquê, ainda hoje não sei. Será que é porque tinham o Pinto da Costa? Não sei, pode ser? Mas não jogávamos bem no campo contra eles, não conseguíamos fazer o nosso jogo», destacou um Balakov sorridente.

Na conversa com o Final Cut, o antigo jogador do Sporting recorda também o momento em que foi contratado por Sousa Cintra. «Foi uma transferência como ponta-de-lança, não foi como jogador de meio-campo… Quando cheguei ao aeroporto, o Sousa Cintra, um grande presidente do Sporting, quando me viu começou a rir. Perguntou-me se eu era o Balakov e eu respondi que sim», contou divertido.

Depois da chegada, Balakov também recordou a saída para os alemães do Estugarda, cinco anos depois, falando num «negócio de futebol» e garantindo que a saída, do seu ponto de vista, estava, na altura, «fora dos planos».

Balakov elegeu ainda Luís Figo como o melhor jogador com quem jogou em Portugal, tal como escolheu Gyökeres como o atleta que mais lhe agrada ver na atual equipa de Ruben Amorim. «Gosto muito do Gyökeres… O Sporting tem bons jogadores como o Edwards, Morita, Nuno Santos, Pedro Gonçalves e o [Gonçalo] Inácio. São jogadores que fazem uma equipa trabalhar bem», explicou.

Balakov, agora no papel de treinador, não descarta a possibilidade de, um dia, regressar a Portugal. «Pode ser que Portugal seja o país certo para treinar», referiu ainda.

Estes são apenas trechos da entrevista ao Final Cut que vai ser transmitida, no Youtube, na íntegra, esta segunda-feira a partir das 21h30.

Relacionados

Sporting

Mais Sporting

Patrocinados