Amorim não responde a Schmidt e fala dos festejos efusivos: «Estamos juntos»

3 mar, 21:53
Rio Ave-Sporting (Manuel Fernando Araújo/Lusa)

Sporting-Farense, 3-2 (reportagem)

Ruben Amorim, treinador do Sporting, em conferência de imprensa, no Estádio de Alvalade, depois da vitória sobre o Farense (3-2), em jogo da 24.ª jornada da Liga:

Houve descontrolo da equipa nos dois golos consentidos?

- Errámos e não podemos dar nada aos adversários. Não considero que fosse um descontrolo, não há descontrolo que dure. Não podemos é falhar tantos golos porque um dia vão fazer falta.

Sobre os comentários de Roger Schmidt a propósito de um lance de Edwards no dérbi da Taça de Portugal.

- Não vou comentar, é para vocês comentarem. O Benfica é daqui a um mês, na altura falarei do Benfica.

Ruben Amorim festejou de forma muito efusiva no final do jogo, o que não é habitual no treinador.

- Foi por sentir que os nossos jogadores estavam a sofrer e os nossos adeptos estavam a sofrer muito. Os jogadores precisam de ajuda, estamos juntos nesse sofrimento. Às vezes sou mais emotivo para dentro, senti que hoje era importante. O cansaço, com os golos falhados... ia ficar uma situação difícil de gerir, pelo que senti que era um momento importante da época.

Relacionados

Sporting

Mais Sporting

Patrocinados