Coentrão sobre Alcochete: «Vi alguém com um cinto, mas não me fez nada»

29 jan 2020, 15:57
Desp. Aves-Sporting

Internacional português testemunhou esta quarta-feira

Fábio Coentrão testemunhou esta quarta-feira na 23.ª sessão do julgamento da invasão à academia do Sporting.

O internacional português, que se apresentou em tribunal como «jogador reformado», contou que estava na casa de banho quando o ataque começou e percebeu logo que havia alguma coisa que estava mal.

«Eu estava na casa de banho e ouvi um barulho, saí logo e alguém disse para eu não ir. Aí percebi que não podia ser coisa boa», começou por contar.

«Vi um indivíduo com o que parecia um cinto na minha direção, mas graças a deus não me fez nada, continuou a correr», acrescentou.

Coentrão referiu que quando viu Bas Dost este já tinha a cabeça partida e que houve uma conversa entre quatro adeptos e um funcionário do clube: «Quando já estava calmo saí la para fora e estavam 3 ou 4 adeptos de cara destapada, estavam a falar com um funcionário do sporting. Mas estavam calmos, não havia conflito.»

Relacionados

Sporting

Mais Sporting

Patrocinados