Reino Unido reforça indústria nuclear que vai criar 40 mil novos empregos

Agência Lusa
24 mar, 23:54
Central nuclear de Shika (Getty)

O primeiro-ministro britânico, Rishi Sunak, anunciará na segunda-feira uma missão nacional para reforçar a indústria nuclear de uso civil e militar no Reino Unido, que implicará um investimento público e privado para criar 40 mil novos empregos

O primeiro-ministro britânico, Rishi Sunak, anunciará na segunda-feira uma missão nacional para reforçar a indústria nuclear de uso civil e militar no Reino Unido, que implicará um investimento público e privado para criar 40 mil novos empregos.

Em comunicado divulgado este domingo, o gabinete de Sunak adiantou que o Governo irá cooperar com empresas como a BAE Systems, a Rolls-Royce, a EDF e a Babcock num investimento de pelo menos 885 milhões de euros até 2030.

O executivo britânico justificou o montante do investimento com a necessidade de a indústria necessitar mais de 50% de trabalhadores qualificados nos próximos dez anos para elevar as capacidades de dissuasão nuclear e para assegurar uma fonte de energia mais barata e fiável.

O investimento ajudará o setor a criar 40 mil novos empregos, a duplicar o número de graduados nucleares e a quadruplicar o número de especialistas e doutorados.

O Governo destinará 230 milhões de euros à unidade de construção de submarinos nucleares de Barrow-in-Furness.

O plano de reforço da indústria nuclear será detalhado na segunda-feira pelo ministro da Defesa, Grant Shapps, numa intervenção no parlamento.

Relacionados

Europa

Mais Europa

Mais Lidas

Patrocinados