Marcelo destaca “grande ligação” entre vida e obra de Saramago

Agência Lusa , DCT
16 nov, 18:22
Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (Lusa/Tiago Petinga)

O Presidente da República sublinhou a “persistência”, “consistência” e “determinação do escritor

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, destacou esta quarta-feira a “grande ligação” entre a vida e obra de José Saramago, nas comemorações do centenário do seu nascimento, na Escola Secundária José Saramago, em Mafra.

“Há uma grande ligação entre a vida e obra” do escritor, afirmou Marcelo Rebelo de Sousa, perante uma plateia de mais de uma centena de alunos, defendendo que José Saramago “foi militante das suas causas, da sua vida e da sua obra”.

Depois de ler dois excertos do romance “Memorial do Convento”, inspirado na construção do Palácio Nacional de Mafra, o chefe de Estado questionou os jovens sobre os motivos pelos quais o escritor deixou marca e a sua obra foi lida por tanta gente.

Marcelo Rebelo de Sousa, que contou ter sido convidado pelo escritor para o lançamento do seu livro “Ensaio sobre a Cegueira”, considerou que Saramago “quis escrever para ser entendido”, por isso “escreveu como se fala, numa linguagem coloquial”, sem pontos.

O Presidente da República sublinhou a “persistência”, “consistência” e “determinação do escritor e falou de como Saramago “se preparava para a escrita” das suas obras, efetuando um verdadeiro “trabalho oficinal”, para ser rigoroso em “contar a verdade” na sua história.

Incitando a ler os jovens da Escola Secundária José Saramago, em Mafra, no distrito de Lisboa, Marcelo Rebelo de Sousa disse que “quanto mais lerem, maior é o conhecimento e a maneira de falar com os outros”.

Relacionados

Livros

Mais Livros

Patrocinados