Parlamento português destaca “superlativo sentido de dever e serviço público” de Isabel II

Agência Lusa , WL
16 set, 14:54
Cortejo fúnebre de Isabel II até Westminster

Assembleia da República manifestou pesar através de um voto apresentado por Augusto Santos Silva. PCP e Bloco de Esquerda abstiveram-se

A Assembleia da República aprovou esta sexta-feira um voto de pesar pela morte da rainha Isabel II do Reino Unido, destacando que a soberana “cumpriu o seu reinado com superlativo sentido de dever e de serviço público”.

O voto de pesar, apresentado pelo presidente do parlamento, Augusto Santos Silva, foi aprovado com as abstenções de PCP e BE.

O texto salienta que “ao longo dos seus setenta anos de reinado, a Rainha Isabel II desempenhou, enquanto soberana, um papel fundamental para a democracia britânica, tendo trabalhado com os muitos governos neste longo e diverso período” e “personificou, melhor do que ninguém, o papel institucional próprio do monarca de uma monarquia constitucional”.

“Constituindo um irrefutável fator de prestígio, tanto no Reino Unido como em toda a comunidade de países da Commonwealth, Isabel II cumpriu o seu reinado com superlativo sentido de dever e de serviço público”, lê-se no voto.

A Assembleia da República evocou desta forma a memória de Isabel II, expressando o seu pesar e “endereçando à família real e a todo o povo britânico as mais sentidas condolências”.

O Conselho de Ministros declarou na quinta-feira três dias de luto nacional pela morte de Isabel II, entre domingo e terça-feira.

Isabel II morreu a 8 de setembro aos 96 anos no Castelo de Balmoral, na Escócia, após mais de 70 anos no trono, o mais longo reinado da história do Reino Unido.

Relacionados

Europa

Mais Europa

Patrocinados