Covid-19: Portugal regista 43 mortes e 58.131 novos casos nas últimas 24 horas

22 jan, 14:33
Covid-19 em Portugal

Número de pessoas internadas desceu nas últimas 24 horas. Há agora 2.027 pessoas internadas (-17), das quais 158 estão em Unidades de Cuidados Intensivos (-8)

Portugal registou, este sábado, mais 43 mortos e 58.131 novos casos, de acordo com a mais recente atualização do boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde. 

A região Norte continua a totalizar o maior número de infeções: 25.255 do total, seguindo-se da região de Lisboa e Vale do Tejo, com 17.165.

De acordo com os dados avançados esta sexta-feira, foram registados mais 43 óbitos, 18 dos quais em Lisboa e Vale do Tejo. No Norte morreram 15 pessoas, no centro quatro e no Alentejo e no Algarve morreram duas pessoas em cada uma destas regiões. Na Madeira morreram duas pessoas e os Açores não registaram vítimas mortais.

Queda nos internamentos

Número de pessoas internadas desceu nas últimas 24 horas. Há agora 2.027 pessoas internadas em enfermaria, menos 17 do que no dia anterior. Há também 158 pessoas internadas em Unidades de Cuidados Intensivos, menos oito que na última atualização.

O boletim indica também que há mais 26.160 pessoas recuperadas da doença, mas também mais 31.928 casos ativos, o que eleva o total de casos ativos para 454.821.

Números perto dos recordes

Os 58.131 casos registados são o segundo valor mais alto de novas infeções em 24 horas desde o início da pandemia em Portugal, apenas superado pelo valor de sexta-feira, quando se registaram 58.530 casos.

Quanto aos óbitos, Portugal aproxima-se dos 20 mil desde o início da pandemia de covid-19, estando agora o valor total de mortes provocadas pela doença em 19.539.

Os 43 óbitos registados nas últimas 24 horas apenas foram superados este mês pelos 49 registados na sexta-feira e pelos 46 de dia 18 de janeiro.

Aumento da mortalidade

A mortalidade por covid-19 aumentou 47% numa semana, fixando-se agora nos 37,6 óbitos por um milhão de habitantes, valor superior ao definido pelo Centro Europeu de Controlo de Doenças (ECDC), alertou na sexta-feira o relatório das “linhas vermelhas” da DGS.

De acordo com as “linhas vermelhas”, os 47% assinalam uma “tendência crescente do impacto da pandemia na mortalidade”.

Em relação ao número de pessoas infetadas internadas nas Unidades de Cuidados Intensivos (UCI), as autoridades de saúde revelaram uma tendência estável.

A análise de risco da pandemia adianta também que o número de infeções por SARS-CoV-2, por 100 mil habitantes acumulado nos últimos 14 dias, foi de 5.053, com tendência crescente a nível nacional e em todas as regiões.

Já o índice de transmissibilidade (Rt) fixa-se nos 1,10 a nível nacional, com as regiões Norte e Algarve a apresentarem o valor mais elevado neste indicado (1,14).

Também segundo dados oficiais da DGS, mais de 4,1 milhões de pessoas já foram vacinadas com a dose de reforço contra a covid-19.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Covid-19

Mais Covid-19

Patrocinados