OMS investiga relatos da presença do vírus Monkeypox no sémen

15 jun, 14:35
Monkeypox (GettyImages)

Até ao momento, a organização continua a acreditar que o vírus é transmitido principalmente através do contacto pessoal próximo

A Organização Mundial da Saúde (OMS) está a investigar relatos de que o vírus Monkeypox poderá estar presente no sémen dos infetados, explorando a possibilidade da doença se poder transmitir sexualmente.

A investigação foi confirmada à Reuters por um funcionário da OMS, esta quarta-feira.

Até ao momento, a organização continua a acreditar que o vírus é transmitido principalmente através do contacto pessoal próximo. No entanto, nos últimos dias, os cientistas detetaram ADN viral no sémen de alguns infetados em Itália e na Alemanha.

Apesar disso, é relevante referir que a detecção de carga viral não implica necessariamente que esta seja uma doença sexualmente transmissível, sendo que vários são os vírus que poderão ser encontrados no sémen, como o vírus Zika. O que não se sabe é se esta presença de material genético aumenta o risco de transmissão.

"Precisamos de nos concentrar na forma mais frequente de transmissão e vemos claramente que está associada ao contacto pele com a pele", afirmou numa conferência de imprensa Catherine Smallwood, investigadora do vírus Monkeypox na Europa, acrescentando que "isto pode ser algo que desconhecíamos relativamente a esta doença".
 
Mais de 1.300 casos da doença foram relatados em 30 países, localizados maioritariamente no continente Europeu. Em Portugal, até ao momento, foram contabilizados 241 casos, todos em homens.

 

 

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Saúde

Mais Saúde

Patrocinados