OE2023: Costa lembra que há um ano a votação na generalidade abriu crise política

Agência Lusa , CE
27 out, 19:01

Documento foi aprovado esta quinta-feira na generalidade

O primeiro-ministro lembrou que há um ano resultou da votação do Orçamento na generalidade uma crise política e defendeu que esta quinta-feira, pelo contrário, resultou da mesma votação “um bom instrumento” para Portugal enfrentar a crise económica.

António Costa fez uma curta declaração aos jornalistas logo após a proposta de Orçamento do Estado para 2023 ter sido aprovada na generalidade, no parlamento, pela maioria absoluta de deputados do PS e com as abstenções dos deputados únicos do PAN e do Livre.

“Faz precisamente um ano que desta votação na generalidade resultou uma crise [política]. Felizmente, um ano depois, desta votação resulta agora um bom instrumento para enfrentar a crise que estamos a viver”, declarou o líder do executivo.

Votaram contra a proposta do Governo de Orçamento do Estado para 2023 as bancadas do PSD, Chega, Iniciativa Liberal, PCP e BE. Com a mesma votação foi aprovada a proposta do executivo das Grandes Opções do Plano para o período 2022-2026.

No ano passado, numa altura em que o PS governava com maioria relativa no parlamento, a proposta de Orçamento do Estado para 2022 teve apenas os votos dos deputados socialistas e foi chumbada por uma maioria de deputados do PSD, Bloco de Esquerda, PCP, PEV, CDS-PP, Chega e Livre.

Relacionados

Partidos

Mais Partidos

Patrocinados