"Se a direita ganhar as eleições, vou-me embora": Fernando Tordo

CNN Portugal , BMA
20 jan, 23:11
Fernando Tordo (Direitos Reservados)

"É a minha decisão. A mala está aqui ao lado"

O cantor Fernando Tordo, de 74 anos, pondera voltar a emigrar caso a direita vença as eleições legislativas marcadas para o dia 30 de janeiro. "Se o resultado das próximas eleições apontar para um caminho de direita, vou-me embora simplesmente", diz em entrevista ao Jornal de Notícias, adiantando que espera que os portugueses não voltem a fazer o "disparate" de votar nos partidos mais à Direita. 

"Isto não é para lesar ou incomodar ninguém. É a minha decisão. A mala está aqui ao lado. Um tipo que diz que os velhos são para morrer? Não pode ser. Isso é achincalhar as pessoas. Como é que os portugueses podem admitir isso? Oxalá não voltem a fazer esse disparate", refere Fernando Tordo na entrevista.

Questionado a propósito destas eleições sobre se "mantém a esperança no desenvolvimento do país e no esbatimento das desigualdades", responde que sim: "Mantenho, apesar da péssima relação dos governos com os jovens. Não podemos investir na formação dos filhos para depois nos contentarmos que lhes paguem salários de 1100 euros. Eles pegam no primeiro comboio e vão-se embora. O tecido industrial tem de se reinventar, caso contrário esta geração qualificada sai do país. O meu filho mais novo está a trabalhar no estrangeiro porque não se quis sujeitar a esta realidade. É ofensivo e indesculpável."

Fernando Tordo venceu em 1973 o Festival RTP da Canção com "A Tourada", uma letra de José Carlos Ary dos Santos, um dos autores que mais gravou e de quem foi amigo. Quatro anos depois, em 1977, voltou a vencer com "Portugal no Coração", canção que representou as cores nacionais no Festival da Eurovisão realizado na Haia. "Os fados que eu fiz" é o seu novo disco.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Patrocinados