O Catar organizou um Mundial, mas em campo perdeu para o Equador

20 nov, 17:59

Equipa da casa foi derrotada por um Equador notoriamente mais forte, por 0-2

O Catar organizou um Mundial, juntou uma equipa durante meses para o preparar, mas apresentou-se, este domingo, no jogo de abertura, com uma exibição muito abaixo do rival. O Equador venceu por 2-0, com dois golos de Enner Valencia.

O avançado, que joga na equipa de Jorge Jesus na Turquia, o Fenerbahçe, até marcou logo no terceiro minuto do jogo, mas o golo foi anulado pelo VAR, por fora de jogo.

O primeiro golo a valer foi marcado aos 16 minutos, de grande penalidade, após falta clara do guarda-redes catari sobre o mesmo Valencia. O segundo - e melhor golo do jogo - foi marcado aos 31 minutos, com o mesmo avançado a corresponder de cabeça a um cruzamento de Preciado.

Só no final da primeira parte o Catar criou algum perigo, mas Ali Almoez, que apareceu na área sozinho, cabeceou ao lado.

A segunda parte foi mais mal jogada e teve vários momentos de alguma agressividade, com o árbitro a mostrar vários cartões amarelos.

A cerimónia de abertura

Mais de uma hora antes do jogo, a cerimónia de abertura do Mundial ficou marcada pela presença de Morgan Freeman, que foi o narrador da história contada pelo Catar no relvado do Estádio Al-Bayt, com capacidade para 60 mil pessoas.

"Todos são bem-vindos" foi a mensagem passada pelo ator e por um jovem catari que sofre de uma doença rara, tentando passar uma ideia de inclusão.

Na cerimónia atuou Jung Kook, dos BTS.

 

Desporto

Mais Desporto

Patrocinados