Deslizamento de terras mata 12 mulheres em mina de ouro ilegal na Indonésia

Agência Lusa , AM
29 abr, 06:47
Emergência

Duas mulheres ficaram ainda feridas no acidente

Equipas de resgate recuperaram os corpos de 12 mulheres enterradas sob toneladas de lama após um deslizamento de terras que atingiu uma operação de mineração de ouro não autorizada na Indonésia, avançou a polícia.

O chefe de polícia do distrito de Mandailing Natal, no norte da ilha de Sumatra, Marlon Rajagukguk, disse que 14 mulheres estavam na quinta-feira a trabalhar num poço com cerca de dois metros de profundidade, quando aconteceu o deslizamento de terra.

Uma operação de busca e resgate, que se prolongou durante duas horas, conseguiu resgatar duas mulheres feridas e retirar os corpos de outras 12 mulheres dos escombros, disse Rajagukguk.

O responsável disse também que as autoridades tinham, antes do deslizamento de terra de quinta-feira, fechado minas de ouro ilegais numa área remota do distrito, a principal fonte de ouro garimpado tradicionalmente pelos moradores.

As operações informais de mineração são comuns na Indonésia, dando um meio de subsistência a milhares de pessoas, que trabalham em condições perigosas, com alto risco de ferimentos graves ou morte.

Deslizamentos de terra, inundações e colapsos de túneis são apenas alguns dos perigos enfrentados pelos mineradores.

Grande parte do processamento de minério de ouro envolve mercúrio e cianeto, substâncias altamente tóxicas, e os trabalhadores frequentemente usam pouca ou nenhuma proteção.

O último grande acidente relacionado com a mineração do país ocorreu em fevereiro de 2019, causando 40 mortos, quando uma estrutura de madeira improvisada numa mina de ouro ilegal na província de Celebes do Norte desabou devido a mudanças no solo e ao grande número de buracos de mineração.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Ásia

Mais Ásia

Patrocinados