Gémeos Bogdanoff, apresentadores de televisão, morrem de covid-19 no espaço de seis dias

CNN , Joseph Ataman e Dalal Mawad
4 jan, 22:57
Gémeos Bogdanoff
Gémeos Bogdanoff

Igor e Grichka foram internados no mesmo hospital. Advogado diz que os irmãos eram saudáveis antes de terem sido infetados com o novo coronavírus

PUB

O apresentador de televisão francês Igor Bogdanoff morreu esta terça-feira de covid-19, seis dias depois do seu irmão gémeo Grichka ter morrido vítima da mesma doença, confirmou o advogado dos irmãos à CNN.

O advogado, Maitre Eduoard de Lamaze, disse que foi informado sobre as mortes das celebridades francesas pela família dos gémeos. "Eles morreram de Covid", disse Lameze à CNN. "Os dois estavam no mesmo hospital, Grichka morreu seis dias antes de Igor."

PUB

Segundo o advogado, os gémeos estavam no hospital Georges Pompidou desde 15 de dezembro, após terem sido infetados com covid-19 em novembro. Igor Bogdanoff morreu na segunda-feira (dia 3 de janeiro), Grichka Bogdanoff no dia 28 de dezembro.

É "muito triste ver aqueles dois homens que se amavam tanto, que eram felizes, gentis e originais, perderem as suas vidas", afirmou Lamaze à CNN, acrescentando que os irmãos estavam saudáveis ​​antes de terem sido infetados com a covid-19.

Os irmãos, de 72 anos, eram celebridades na França, principalmente por causa das suas características faciais incomuns. Internacionalmente, os Bogdanoffs eram conhecidos por causa de um meme relacionado com uma criptomoeda.

PUB
PUB
PUB

Os Bogdanoffs começaram as suas carreiras em França, apresentando programas de televisão sobre ciência e ficção científica, incluindo "Temps X" (Tempo X, em português) e "Rayons X" (Raios-X). O advogado Maitre Eduoard de Lamaze recorda o seu interesse por ciência: "Eles tinham respostas simples para grandes problemas e tinham respostas acessíveis ao público em geral."

Igor Bogdanoff era doutorado em física teórica pela Universidade da Borgonha, e Grichka tinha terminado o doutoramento na mesma escola. Os gémeos publicaram teses de física no HAL - um arquivo aberto que permite aos autores "depositar documentos académicos de todas as áreas científicas", de acordo com o seu site.

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Europa

Mais Europa

Patrocinados