Djokovic incluído na primeira ronda do Open da Austrália

13 jan, 08:14
Novak Djokovic na final do Masters 1.000 de Pari (Christophe Petit Tesson/EPA)

Sorteio colocou o compatriota Miomir Kecmanovic no caminho do número um mundial

Novak Djokovic vai enfrentar o compatriota Miomir Kecmanovic na primeira ronda do Open da Austrália, de acordo com o sorteio esta madrugada, desde que não seja deportado até lá.

O primeiro-ministro australiano disse já esta quinta-feira que ainda não existe uma decisão sobre o caso.

O sérvio, que não foi vacinado contra a covid-19, aguarda uma decisão do ministro da Imigração, que tem poder discricionário para o deportar.

Uma decisão judicial de segunda-feira permite ao titular permanecer no país apesar das irregularidades no processo do visto, admitidas pelo número um mundial do ténis.

Caso seja autorizado a participar no primeiro Grand Slam do ano, Nole só poderá enfrentar o rival Rafael Nadal nas meias-finais. O espanhol soma 20 triunfos nos majors, um recorde partilhado com o suíço Roger Federer e o próprio Djokovic.

Nadal é sexto no ranking ATP, muito devido à lesão que o deixou afastado do circuito na segunda metade de 2021. O espanhol arranca o torneio frente ao norte-americano Marcos Giron, número 66 do mundo, e poderá encontrar o alemão Alexander Zverev, terceiro do ranking, nos quartos-de-final.

Já o número dois mundial, o russo Daniil Medvedev, estreia-se diante do suíço Henri Laaksonen (92.º).

O sorteio do Open da Austrália tinha sido adiado devido à incerteza sobre a participação de Djokovic.

O número um mundial, após uma primeira decisão judicial favorável à sua libertação do centro de confinamento em Melbourne, já está a treinar, mas ainda pode vir a enfrentar nova decisão de cancelamento do visto e eventual deportação.

Relacionados

Patrocinados