Fuschia, 27 anos, empresária. Venceu o maior concurso de beleza do mundo para mulheres transgénero

CNN , Oscar Holland
29 jun, 11:23
Miss filipina vence grande concurso transgénero

A Miss filipina Fuschia Anne Ravena foi a vencedora da Miss International Queen 2022, um concurso descrito pelos organizadores como o maior concurso de beleza do mundo para mulheres transgénero.

A empresária de 27 anos, oriunda da província de Cebu, nas Filipinas, conquistou a coroa durante uma final na televisão na cidade tailandesa de Pattaya, no sábado.

Lançado em 2004, o concurso Miss International Queen está aberto a mulheres transgénero que eram homens à nascença. Normalmente realizado anualmente, o evento foi cancelado em 2021 devido à pandemia da covid-19. O evento deste ano foi marcado de modo a coincidir com o Mês do Orgulho, e o tema foi "Pride Together".

A vencedora, Fuschia Anne Ravena (centro), ladeada pela primeira dama de honor, Jasmine Jimenez (esquerda), da Colômbia, e pela segunda dama de honor, Aëla Chanel (direita), de França. Créditos: Anusak Laowilas/NurPhoto/Getty Images

Ravena estava entre as 23 concorrentes que participaram no concurso, com a colombiana Jasmine Jimenez e a francesa Aëla Chanel a terminarem em segundo e terceiro lugar, respetivamente. É a terceira filipina a conquistar o título, de acordo com a afiliada da CNN Filipinas.

A final de sábado, transmitida em direto pela televisão tailandesa, viu as concorrentes subirem ao palco com vestidos de noite e trajes nacionais dos respetivos países. Num segmento de perguntas e respostas, Ravena disse que o objetivo de ser Miss transgénero era "inspirar outras pessoas".

"Penso sempre que o mais belo aspeto de ser um ser humano e ser uma mulher trans não é apenas uma cabeça cheia de conhecimento… deve ser um coração cheio de amor e respeito, um ouvido que está pronto para ouvir e mãos que (estão) dispostas a ajudar outras pessoas", disse em palco.

Concorrentes em palco no concurso de beleza Miss International Queen 2022 na cidade tailandesa de Pattaya. Créditos: Anusak Laowilas/NurPhoto/Getty Images

Num vídeo publicado pelos organizadores do concurso antes do espetáculo, Ravena disse que a sua transição de género "não tinha sido fácil".

"A aceitação na minha própria casa é o melhor presente que recebi ao longo da minha viagem trans", disse Ravena, que mais tarde dedicou a vitória à mãe.

 "A comunidade trans ainda tem muito a fazer na luta pela igualdade" acrescentou Ravena no vídeo. "E ao ter-me sido facultado este momento para falar, quero mesmo aproveitar ao máximo esta oportunidade e fazer a diferença tanto quanto puder."

Ravena recebeu 450.000 baht tailandeses (12 700 dólares) em prémios monetários, e vários presentes de vários patrocinadores.

Ásia

Mais Ásia

Patrocinados