Ministério Público brasileiro pede investigação a Bolsonaro como autor intelectual e instigador dos ataques

Agência Lusa
13 jan, 21:57
Jair Bolsonaro (AP)

Os membros do Ministério Público Federal indicam que ao partilhar o vídeo nas suas redes sociais  “no dia 10 de janeiro questionando a regularidade das eleições presidenciais de 2022", Bolsonaro teria feito incitação pública à prática de crime

A Procuradoria-Geral da República (PGR) pediu esta sexta-feira ao Supremo Tribunal Federal (STF) brasileiro que investigue o ex-presidente Jair Bolsonaro como autor intelectual e instigador dos ataques feito por extremistas aos três poderes, em Brasília, no domingo.

“A Procuradoria-Geral da República (PGR) pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) a inclusão de representação contra o ex-presidente Jair Bolsonaro no Inquérito 4.921, que apura a instigação e autoria intelectual dos atos antidemocráticos que resultaram em episódios de vandalismo e violência em Brasília no último domingo”, lê-se num comunicado divulgado na página do Ministério Público Federal.

Os membros do Ministério Público Federal indicam que ao partilhar o vídeo nas suas redes sociais  “no dia 10 de janeiro questionando a regularidade das eleições presidenciais de 2022", Bolsonaro teria feito incitação pública à prática de crime.

Bolsonaro apagou o vídeo no dia seguinte, na quarta-feira.

Brasil

Mais Brasil

Patrocinados