Cerca de 500 migrantes da África subsaariana expulsos do centro de Sfax

Agência Lusa , PP
17 set 2023, 18:33
Migração na Europa (Associated Press)

Foi ainda anunciada a detenção de cerca de 200 migrantes subsarianos “que se preparavam para fazer uma travessia clandestina” para as costas europeias

Cerca de 500 migrantes da África subsaariana foram hoje dispersados pelas forças de segurança tunisinas de uma praça no centro da cidade de Sfax, na Tunísia, depois de terem sido expulsos das suas casas no início de julho.

“As forças de segurança evacuaram hoje de manhã uma praça no centro de Sfax onde se encontravam cerca de 500 migrantes”, disse hoje à AFP Romdane Ben Amor, porta-voz do Fórum Tunisino para os Direitos Económicos e Sociais (FTDES), uma ONG ligada às questões das migrações na Tunísia.

Segundo a ONG, os migrantes “dispersaram-se em pequenos grupos em direção às zonas rurais e a outras cidades”.

Desde sábado que as autoridades estão a realizar uma vasta campanha de segurança contra os migrantes ilegais, a maioria dos quais provenientes da África subsariana.

Além disso, anunciaram a detenção de cerca de 200 migrantes subsarianos “que se preparavam para fazer uma travessia clandestina” para as costas europeias.

Na sequência de um discurso inflamado sobre imigração ilegal proferido em fevereiro pelo Presidente tunisino, Kais Saied, centenas de migrantes subsarianos perderam os seus empregos e foram expulsos das suas casas.

Os migrantes foram alvo de ataques e vários milhares tiveram de ser repatriados pelas suas embaixadas.

No início de julho, centenas de outros foram expulsos da cidade de Sfax pelas forças de segurança tunisinas, em especial para uma zona desértica da fronteira com a Líbia, onde pelo menos 27 pessoas morreram e 73 desapareceram.

África

Mais África

Patrocinados