Proteção Civil registou 511 ocorrências até às 16:00. Norte é a região mais afetada (mas tempo vai piorar em Lisboa)

Agência Lusa , WL
12 dez 2022, 17:56
Mau tempo em Lisboa (António Pedro Santos/Lusa)

Novo alerta das autoridades: chuva e vento vão ficar mais fortes no sul do país já esta tarde

A Proteção Civil registou 511 ocorrências entre as 00:00 e as 16:00 desta segunda-feira, a maioria no Norte do continente, e alerta que a precipitação e o vento devem intensificar-se no sul a partir desta tarde.

Segundo o comandante Pedro Araújo, da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), foi iniciada uma nova contabilização de ocorrências às 00:00 devido ao novo estado de alerta de nível ‘laranja’ para os distritos do interior e litoral norte, sobretudo de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro e Vila Real, tendo sido encerrada a contabilização do anterior estado de alerta, iniciado às 00:00 de quarta-feira.

Segundo a nova contabilização, entre as 00:00 e as 16:00 desta segunda-feira foram registadas 511 ocorrências, “sendo que maioritariamente ocorreram nos distritos de Viseu (com 65 ocorrências), de Coimbra e do Porto (com 64 cada) e de Leiria (com 41 ocorrências)”.

“Estes são os três números mais elevados de intervenções por distrito, ou seja de pedidos de assistência, de socorro pelas populações. Por isso, digamos o Norte e o Centro foram mais fustigados, o que era expectável, porque tínhamos o aviso ‘laranja’ da parte da manhã e até cerca das 15:00 para todo o litoral norte e centro”, disse.

Quedas de árvores e inundações

Segundo o tipo de ocorrências, a queda de árvores representou 218 pedidos de ajuda, mas também se destacaram as inundações (110 casos), quedas de estruturas (com 97) e limpezas de vias (com 63 ocorrências).

Nestas 16 horas, o distrito de Lisboa tinha também já 41 ocorrências, relativas a 15 dos 16 concelhos, uma vez que este balanço não inclui ainda os números da cidade de Lisboa e que são recolhidos pelos Bombeiros Sapadores da cidade e não pela ANEPC.

Esta tarde e até ao final do dia, a precipitação e o vento irão ocorrer com maior intensidade no centro e sul do continente, incluindo nos distritos de Lisboa, Setúbal, Évora e Beja, considerando um aviso de nível laranja para precipitação e vento pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

“Iremos agora assistir a um maior incremento de ocorrências para o sul do país, sendo que é esperada uma madrugada com maior intensificação da precipitação e do vento para todo o centro sul do continente, sobretudo nas zonas mais urbanas da região de Lisboa e de Setúbal”, sublinhou.

Novo alerta

A Proteção Civil alertou para nova possibilidade de inundações e aumento dos caudais dos rios nos distritos de Leiria, Setúbal, Lisboa, Évora, Santarém e Portalegre, que estarão em alerta laranja (o segundo mais grave de uma escala de quatro) devido às previsões de chuva persistente e forte.

Por sua vez, nos distritos de Aveiro, Porto, Braga e Viana do Castelo, onde de manhã ocorreu um agravamento do estado do tempo, a situação vai melhorar e durante a tarde será analisada a possibilidade de desagravar o nível de alerta laranja.

Por sua vez, o IPMA colocou esta segunda e terça-feira 14 distritos sob aviso laranja devido à previsão de chuva persistente, por vezes forte e ocasionalmente acompanhada de trovoada.

Sob aviso laranja estão os distritos de Viseu, Évora, Porto, Vila Real, Setúbal, Santarém, Viana do Castelo, Lisboa, Leiria, Beja, Castelo Branco, Aveiro, Portalegre e Braga.

Os distritos de Bragança, Viseu, Porto, Guarda, Vila Real, Viana do Castelo, Aveiro, Castelo Branco, Coimbra e Braga estão igualmente sob aviso amarelo até às 15:00 de segunda e Faro e Beja entre as 12:00 e as 15:00 de terça-feira por causa do vento forte.

O aviso laranja do IPMA indica situação meteorológica de risco moderado a elevado e o amarelo é emitido sempre que existe uma situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

Relacionados

Meteorologia

Mais Meteorologia

Patrocinados