Filhos de Marco Orelhas saem em liberdade (mas têm de se apresentar todas as semanas à polícia)

Carolina Resende Matos , Atualizada às 17:36
4 ago 2023, 13:41
Polícia Judiciária

Há cerca de um mês, a família de Igor Silva, jovem morto nos festejos do título do FC Porto em maio do ano passado, tinha pedido que a jovem fosse responsabilizada pela morte do filho

A Polícia Judiciária (PJ) deteve esta manhã Iara Gonçalves, de 20 anos, e Marcos Gonçalves, de 17, filhos de Marco Orelhas, por tentativa de homicídio de duas pessoas nas festas de São João, no Porto.

Ao que a CNN Portugal apurou, os dois irmãos, em conjunto com o atual namorado de Iara, encontraram-se nos festejos com uma jovem que é familiar da cunhada de Igor Silva (jovem assassinado nos festejos do FC Porto) e iniciaram uma discussão com ameaças vindas da parte de Iara.

Os três suspeitos foram, entretanto, libertados, mas ficam sujeitos a apresentações semanais.

A situação ocorreu na zona da Corujeira, em Campanhã, onde as duas mulheres se envolveram em confrontos físicos. O namorado da jovem agredida por Iara tentou separá-las, acabando esfaqueado por Iara na zona da cabeça.

Nessa altura, perante a confusão instalada, um homem que residia ali perto apercebeu-se da situação e aproximou-se, tentando defender as vítimas. Acabou por ser baleado na perna pelo atual companheiro de Iara (cadastrado que deixou há poucos meses a cadeia) que estaria munido com uma arma de fogo.

Os três jovens fugiram depois do local.

Há cerca de um mês, a família de Igor tinha pedido que a jovem fosse responsabilizada pela morte do filho.

O Ministério Público decidiu que a reposição de ordem pública impunha a detenção da jovem por suspeitas de tentativa de homicídio, o que levou à detenção de Iara Gonçalves, bem como do seu meio-irmão e do atual namorado.

Relacionados

Crime e Justiça

Mais Crime e Justiça

Mais Lidas

Patrocinados