Ten Hag: «Meter Ronaldo? Estava 4-0 e seria uma falta de respeito»

2 out, 18:18
Cristiano Ronaldo no Sheriff-Manchester United

Treinador do Manchester United explicou por que razão optou por lançar Martial em vez do avançado português na segunda parte

Cristiano Ronaldo não saiu do banco de suplentes do Manchester United na derrota pesada por 6-3 em casa do rival Manchester City.

Na conferência de imprensa pós-jogo, o treinador dos red devils explicou por que razão acabou por não lançar o avançado português.

«Não o ia meter porque estávamos a perder 4-0 e seria uma falta de respeito pelo Cristiano e pela sua grande carreira», explicou Erik Ten Hag, negando que o facto de ter optado por fazer entrar Martial significasse que Ronaldo passou de segunda para terceira opção para o eixo do ataque.

Ao intervalo do jogo no Etihad, a equipa de Ruben Dias, João Cancelo e Bernardo Silva já vencia por 4-0.

Relacionados

Ronaldo

Mais Ronaldo

Patrocinados