Lula diz que veio a Portugal “aprender” com sucesso de Costa e Marcelo

Agência Lusa , JGR
18 nov, 22:55
Marcelo Rebelo de Sousa e Lula da Silva (Lusa/Tiago Petinga)

Além da reunião – que durou mais de uma hora – e das declarações aos jornalistas, Lula da Silva e António Costa jantaram em São Bento

O presidente eleito do Brasil, Lula da Silva, afirmou esta sexta-feira que veio a Portugal “aprender” com o “sucesso” do primeiro-ministro e do Presidente da República português, saudando a “esperteza política” de Marcelo e os feitos políticos de Costa.

Numa conferência de imprensa conjunta com o primeiro-ministro português em São Bento, Lisboa, Luiz Inácio Lula da Silva disse que veio a Portugal para “aprender com a esperteza política do Presidente [da República] Marcelo” e com António Costa.

“Vim aprender com o primeiro-ministro, António Costa, porque eles inventaram uma tal de ‘geringonça’ que, ao que a gente sabia, ganhou as eleições. Depois, consertou a economia portuguesa. Depois, eu vi a notícia de que ele ia perder, que não estava dando certo. E o que aconteceu foi que ele sozinho ganhou e fez maioria”, elogiou Lula da Silva, tendo a seu lado o primeiro-ministro português.

“Então, eu vim aqui também para aprender o sucesso desses dois – do Presidente, do primeiro-ministro – para ver se a gente consegue fazer o mesmo no Brasil e dar certo”, declarou.

Lula da Silva chegou à residência oficial do primeiro-ministro às 20:00, acompanhado pela sua mulher Janja, tendo à sua espera o líder do executivo português e a sua mulher, Fernanda Tadeu.

Além da reunião – que durou mais de uma hora – e das declarações aos jornalistas, Lula da Silva e António Costa irão também jantar em São Bento.

O Presidente eleito do Brasil está de visita a Portugal depois de ter participado na 27.ª Conferência das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas (COP27), em Sharm el-Sheikh, no Egito.

Luiz Inácio Lula da Silva, que já cumpriu dois mandatos como Presidente do Brasil, entre 2003 e 2011, foi novamente eleito em 30 de outubro, na segunda volta da eleição presidencial brasileira, com 50,9% dos votos, derrotando o chefe de Estado brasileiro em exercício, Jair Bolsonaro.

Enquanto secretário-geral do PS, António Costa manifestou apoio à candidatura de Lula da Silva nas eleições presidenciais brasileiras.

Brasil

Mais Brasil

Patrocinados