Saiba tudo sobre o Euro aqui

Liga: o que têm jogado os reforços de Sporting, Benfica, FC Porto e Sp. Braga

3 jan, 23:51

Leões têm o jogador com maior impacto, dragões já viram sair uma das caras novas da temporada.

O Sporting tem o reforço com mais impacto da época, o FC Porto já viu sair um dos jogadores contratados para a nova época. Ao fim de meia temporada, e na altura em que o mercado voltou a abrir, o Maisfutebol olha para a utilização dos reforços dos quatro da frente.

O Sporting foi quem menos jogadores contratou neste verão, embora tenha feito um investimento avultado, no valor de 47 milhões. E tem o reforço mais bem sucedido da Liga. Gyökeres, contratado ao Coventry por 25 milhões, valor recorde para o Sporting, levou o jogo dos leões para outra dimensão, uma influência que também fica bem expressa nos 18 golos e seis assistências marcados até aqui.

Também Hjulmand foi aposta ganha, uma das certezas do meio-campo dos leões. A exceção é Iván Fresneda, o jovem lateral-direito que, no meio de problemas físicos e uma operação, ainda não vingou em Alvalade.

Se olharmos também para os jogadores que regressaram de empréstimo esta época, há uma clara mais-valia, Geny Catamo, e outro jogador que vai somando minutos e acaba de passar um teste de fogo com a titularidade frente ao FC Porto, Eduardo Quaresma.

Mas já há mais concorrência, uma vez que os leões já se reforçaram nesta janela de inverno com o central Rafael Silva Pontelo, num cenário de várias baixas na defesa no imediato.

No Benfica, que fez um investimento na ordem dos 69 milhões de euros em seis reforços, há níveis de afirmação bem diferentes entre os jogadores que chegaram. Trubin ganhou rapidamente o lugar na baliza, o regressado Di María teve enorme impacto inicial, que se foi diluindo, e Kokçu também é primeira opção para Roger Schmidt. Os três estão entre os onze mais utilizados da época em todas as competições.

Arthur Cabral ainda continua aquém das expectativas, e o clube está aliás no mercado por outro avançado, tal como as duas apostas para o lado esquerdo da defesa, Jurasek e Bernat, este com limitações físicas.

No FC Porto, entre os seis reforços, que motivaram um investimento na ordem dos 33 milhões de euros, Alan Varela é o único que faz parte das primeiras escolhas de Sérgio Conceição. Fran Navarro deixou o clube nesta janela de janeiro, cedido ao Olympiakos depois de escassa utilização, enquanto Francisco Conceição é o segundo reforço mais utilizado, ainda assim quase sempre a sair do banco e com pouco mais de 600 minutos de jogo. Nico González, Jorge Sanchéz ou Iván Jaime ainda não conseguiram regularidade.

Quanto ao Sp. Braga, igualmente com seis reforços, a maioria livre e com gastos de cerca de 7.5 milhões de euros, o veterano José Fonte é, de todos os reforços dos quatro clubes da frente, aquele que tem mais tempo de jogo. Aos 40 anos, é um dos pilares da defesa minhota. Entre os seis reforços, a maioria O médio Zalazar também está entre os mais utilizados, tal como Vítor Carvalho. Depois há João Moutinho, outro veterano a crescer em influência no meio-campo do Sp. Braga. Adrián Marin e Rony Lopes são os reforços menos utilizados por Artur Jorge.

Navegue pela galeria associada para ver a utilização de cada um dos reforços na primeira metade da temporada.

Sporting

Mais Sporting

Patrocinados