Rui Borges: «Foi dos nossos melhores jogos em termos coletivos»

Bruno José Ferreira , Parque de Jogos Comendador Joaquim de Almeida Freitas
2 mar, 18:34
Moreirense-Rio Ave (MANUEL FERNANDO ARAUJO/LUSA)

Moreirense-Rio Ave, 0-0 (reportagem)

Declarações de Rui Borges, treinador do Moreirense, na sala de imprensa do Parque de Jogos Comendador Joaquim de Almeida Freitas, após o empate (0-0) frente ao Rio Ave:

«Foi um resultado ingrato, acabarmos com um ponto, após tudo o que fizemos. Foi dos melhores jogos em termos coletivos em todos os momentos do jogo. Foi dos jogos mais bem conseguidos que tivemos, fomos superiores no momento ofensivo, no momento defensivo, no contra-ataque, na transição defensiva. Ficamos tristes pelo, depois do que fizemos. A ineficácia faz parte do jogo, tivemos situações de finalização. O Rio Ave tem uma aproximação à área e dois remates. Fomos muito competentes, faltou-nos fazer golo, houve infelicidade no momento da grande penalidade; faz parte».

«Houve jogos que ganhámos 1-0 e em que não criámos tantas oportunidades. Esteve mau tempo, mas tivemos 90 minutos a jogar num campo muito praticável, não me lembro de o Rio Ave controlar o jogo. Fomos muito intensos na pressão. Tivemos vários remates, mas não fomos capazes de finalizar. Fizemos mais do que suficiente para conquistar os três pontos».

[Licenciamento para as competições europeias] «O Moreirense tem feito um campeonato fantástico. É normal a estrutura estar ligada ao grupo e à ambição da equipa. Hoje demos uma demonstração de ambição, faz parte do ADN da vila, do clube e deste grupo. Não nos damos por vencidos».

Mais Lidas

Patrocinados