Alteração a artigo do RD da Liga gera desconforto na FPF

29 jun, 12:01
Treino da seleção nacional (Fotos: FPF)

Em causa está o esvaziamento de sanções aos jogadores que se recusem, sem justificação válida, a irem às seleções nacionais de Portugal. Novo regulamento votado pelos clubes, que terá de passar na AG da FPF desta quarta-feira, remete para a FIFA, que tem sanções mais brandas

A alteração ao artigo 150.º do Regulamento Disciplinar da Liga, já votada pelos clubes, está a gerar desconforto no seio da Federação Portuguesa de Futebol.

O artigo 150.º do Regulamento Disciplinar diz respeito à cedência de jogadores às seleções nacionais de Portugal. O anterior regulamento - que é o que está em vigor até à ratificação de um novo em AG da FPF que se realiza nesta quarta-feira a partir das 17h00 - contemplava sanções aos jogadores caso, «sem justificação aceite pela Direção da FPF», não comparecessem a treinos, jogos ou reuniões (estágios, por exemplo) das seleções nacionais. Nesses casos, os jogadores estariam sujeitos a ter de cumprir castigos entre um e dois meses, incorrendo desde logo a uma suspensão automática com a duração máxima de 15 dias a contar da data de não comparência até à deliberação definitiva sobre o castigo.

O que diz o artigo 150.º do Regulamento Disciplinar da Liga em vigor:

A nova proposta remete para o Regulamento do Estatuto e Transferências de Jogadores, que apenas determina que se um jogador faltar à convocatória de uma seleção não é elegível - salvo concordância da Federação em questão - para jogar pelo clube durante essa janela de cedência à respetiva seleção nem nos cinco dias a contar do último jogo, não havendo informação sobre penas suplementares a aplicar.

Assim, à luz do novo regulamento aprovado em sede de clubes mas que terá ainda de ser ratificado em AG da FPF para ver a luz do dia, os jogadores (e, por inerência, os clubes) deixariam de estar sujeitos às sanções em vigor caso se recusassem ir à seleção, situação que a FPF considera não salvaguardar os seus próprios interesses.

Se o novo regulamento disciplinar for chumbado, mantém-se em vigor o que foi aprovado para 2021/22.

Nesta quarta-feira, também na AG da FPF, será conhecida a decisão relativa aos pareceres - dois deles encomendados pela FPF e um do Sporting - relativos aos títulos de campeão nacional.

Patrocinados