«Poderíamos ter conseguido mais, mas assenta bem esta igualdade»

André Cruz , Estádio do Dragão, Porto
13 abr, 21:29

Armando Evangelista elogiou, sobretudo, a primeira parte da equipa do Famalicão

Armando Evangelista, treinador do Famalicão, em declarações na conferência de imprensa no Estádio do Dragão, após o empate (2-2) com o FC Porto, na 29.ª jornada da Liga:

«[Sai satisfeito com o resultado?] Tenho de aceitar, porque não seria justo se dissesse que não fiquei satisfeito, até porque os primeiros 45 minutos foram de muita qualidade, pelas vezes que chegámos próximos da baliza do FC Porto, fizemos remates enquadrados, golos… É verdade que os segundos 45 minutos têm uma história completamente diferente. O FC Porto com mais remates e aproximações, apesar de termos duas oportunidades flagrantes. Poderíamos, aí, ter resolvido o jogo. Obviamente que, quando chegámos aos 80 minutos a vencer, acreditámos que poderíamos ter conseguido mais qualquer coisa, mas era injusto para aquilo que o FC Porto também fez. Assenta bem esta igualdade.»

«[A primeira parte deixou marcas físicas nos jogadores do Famalicão] São problemas que vamos ter de avaliar agora. Jogar contra um adversário desta qualidade… a parte física sofre, obrigam-nos a correr muito, a ter cobertura próximas do homem que sai à bola, muitas transições, tudo normal. Temos um curto espaço de tempo para os recuperar o melhor possível para o próximo jogo. Os jogadores foram fantásticos e só com esta superação conseguíamos fazer o jogo que fizemos hoje aqui.»

«[Em que é que se preocupou nestas semanas ao comando do Famalicão e para preparar este jogo e o de terça-feira?] Quando entrámos com o comboio em andamento, temos de ser seletivos no que pedimos aos jogadores e no que trabalhamos durante a semana. Não procurei pedir comportamentos em excesso, procurámos um tronco comum para os comportamentos que poderemos trabalhar a seguir, mas ter organização defensiva e ofensiva que se identifique com a minha forma de jogar. Não colocar aqui muitas alíneas, para não criar confusão. Em tão pouco tempo, é impossível treinar o modelo de jogo, com tempo poderemos acrescentar algo mais à equipa. Saio satisfeito, porque o que pretendíamos está à vista e estes três jogos são o reflexo disso mesmo.»

«[Este foi o melhor Famalicão dos três jogos consigo?] Acredito que tenha sido o período mais alargado a jogar bem ou dentro da minha expectativa. Tinha dito que este jogo também iria servir para validar o que tínhamos feito nos dois primeiros. Saio satisfeito com isso, principalmente pelos primeiros 45 minutos, que foram consistentes todo o tempo. Em termos de tempo a fazer o que eu quero e que eles são capazes, sim. Num campo muito difícil, seria normal baixar em relação ao que fizeram nos outros jogos, mas superámos isso e fico satisfeito. Mostra a evolução que estão a ter.»

Relacionados

Patrocinados