Armando Evangelista: «Aceito o empate, mas acreditámos sempre que podíamos ganhar...»

13 abr, 20:25
Armando Evangelista, treinador do Famalicão (MANUEL FERNANDO ARAUJO/LUSA)

Técnico elogia capacidade de sacrifício da equipa e afirma que a entrega demonstrada no Estádio do Dragão vai ser a mesma frente ao Sporting, na próxima terça-feira

Armando Evangelista, em declarações à flash-interview da Sport TV, após o empate a dois golos entre o FC Porto e o Famalicão, na 29.ª jornada da Liga:

«Pelas incidências do jogo, temos de aceitar o empate. Jogámos no Estádio do Dragão, sabíamos que vamos sofrer, vamos ter menos bola e eles vão ter mais situações. Acho que o resultado é bom, mas a certa altura acreditámos que podíamos conseguir mais qualquer coisa. Na segunda parte foi diferente, mas a primeira foi fantástica. Acabo por ficar satisfeito, acho justo o desfecho do jogo.

Se tivéssemos a possibilidade, podíamos ter mexido na defesa, houve muita capacidade de sacrifício dos jogadores, especialmente do Mihaj. Num estádio tão grande fizeram os nossos adeptos também conseguiram fazer muito barulho. Quando partimos para um novo desafio as expetativas são sempre as melhores, pensamos sempre que vai correr na melhor forma, se não pensasse assim não teria aceite este desafio. O Famalicão vai quere ser competitivo frente ao Sporting, foi o que fizemos aqui no Dragão, não tivemos medo de perder e no próximo jogo vai ser algo do género. Neste momento, o Famalicão é um clube que tem adeptos que exigem mais dos jogos, temos de ter ambição de os vencer».

Relacionados

Patrocinados