Famalicão-Desp. Chaves, 1-2 (destaques)

Sérgio Pires , Estádio Municipal de Famalicão
8 mai 2023, 21:57
Famalicão-Desportivo de Chaves (Estela Silva/Lusa)

Teixeira pegou no comando na noite infeliz de Riccieli

A FIGURA: João Teixeira

Mesmo não tendo tido a primeira parte mais inspirada, Vítor Campelos segurou-o em campo e acabou por beneficiar disso. É ele que pensa o jogo flaviense. Por vezes, o Chaves teve alguma dificuldade em segurar a posse de bola, ainda assim, coube-lhe, como sempre, o papel de pautar o jogo, vir buscar jogo, segurar as pontas na zona intermediária. Na segunda parte, agarrou o comando e não o largou mais até ao fim. Até que já perto do fim, o médio formado no Benfica teve direito ao seu prémio. Não tremeu ao minuto 89, na hora de concretizar o penálti que daria o triunfo ao Chaves.

--

O MOMENTO: minuto 89. Dez minutos de infelicidade para Riccieli

O central brasileiro já havia sido infeliz, dez minutos antes, ao desviar a bola no lance do empate do Desp. Chaves. Mas a noite haveria de ser pior, já que seria ele de novo estar na berlinda no lance que viria a permitir a reviravolta aos transmontanos. Riccieli derrubou lanca na área e provocou o penálti com que aos 89m João Teixeira haveria de virar o resultado do avesso.

--

OUTROS DESTAQUES:

Pablo

Estreou-se a marcar há duas jornadas e, pelos vistos, tomou-lhe o gosto. Esta noite, Pablo fez o seu segundo golo pelo Famalicão. O filho do ex-portista Pena – melhor goleador da Liga Portuguesa em 2000/01 – tem apenas 19 anos, mas já promete muito. Começou a época na equipa de sub-23 aos poucos vai ganhando o seu espaço num plantel cheio de talento. Saiu a meia-hora do fim, sob aplausos.

Iván Jaime

Um craque da cabeça aos pés. Sobre a esquerda, o espanhol brilhou a espaços. Como aos 50m, com uma arrancada fulgurante a deixar dois adversários para trás e a rematar colocado, com Paulo Vítor a evitar o golo. Saiu aos 86m com o jogo ainda empatado.

--

Héctor Hernández

O canário formado no Atlético de Madrid entrou quando o Vítor Campelos resolveu refrescar a equipa – a 25 minutos do fim – e justificou a aposta. Um remate de fora da área, que ainda sofreu um desvio de Riccieli valeu o empate aos 79m. Apesar da preferência de Vítor Campelos por Juninho nas últimas jornadas, mesmo a sair do banco Héctor revela-se uma alternativa válida. Não é por acaso que continua a ser o melhor marcador da equipa.

Bruno Langa

Falhou na marcação a Pablo, no golo do Famalicão, acertou em quase tudo o resto. O lateral moçambicano desequilibrou a atacar e acabou mesmo por ser decisivo para o desfecho do jogo ao sofrer o penálti de Riccieli quase em cima dos 90.

Relacionados

Mais Lidas

Patrocinados