Vasco Seabra: «Temos de valorizar o ponto conquistado»

Bruno José Ferreira , Estádio do FC Vizela
25 fev, 18:25
Vasco Seabra, treinador do Estoril (LUSA/RUI MANUEL FARINHA)

Vizela-Estoril, 3-3 (reportagem)

Declarações de Vasco Seabra, treinador do Estoril, na sala de imprensa do Estádio do Vizela, após o empate (3-3) frente ao Vizela:

«Depende sempre da forma como olhamos para as coisas. Não entrámos bem, nos primeiros dez minutos, e quando começámos a entrar no jogo, e a dominar, sofremos o golo. Quando batemos a pressão do Vizela começámos a equilibrar o jogo, não esperávamos a forma como o Vizela se apresentou. Acabámos por sofrer o golo, a equipa ficou mexida, não vou negar, ainda fomos tentando responder, mas não com tanto critério como habitual. Conseguimos construir de outra forma na segunda parte, cercámos e Vizela e estava a ser penalizador não ter nenhum golo ao minuto 83, mas chegou com a força a entusiasmos que nos fez virar o jogo. O terceiro golo não mancha o orgulho que tenho. Temos um longo caminho pela frente».

«O futebol é um jogo de emoções, por isso é que é tão apaixonante. No momento que o árbitro apita temos de deixar de lado as emoções e focar no que temos a trabalhar. A equipa tentou responder, valorizamos muito a atitude e a partir de terça-feira começamos a corrigir as decisões que não foram tão boas, de formas a poder ser tão fortes como fomos na segunda parte».

[Classificação] «Há muitas equipas juntas, cada ponto é muito duro de conquistar, estivemos muito próximos de conseguir os três, temos de valorizar o ponto conquistado num campo muito difícil. Temos de continuar no nosso caminho».

Patrocinados