Conselho de Disciplina iliba FC Porto pelo "apagão" do VAR no Dragão

6 dez 2023, 21:48
Árbitro Miguel Nogueira em conversa telefónica no FC Porto-Arouca, quando deixou de haver imagens do VAR (FERNANDO VELUDO/Lusa)

Falha tecnológica aconteceu na reta final da receção ao Arouca

O Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) ilibou o FC Porto de responsabilidades pelas falhas energéticas do sistema de videoárbitro (VAR) que tiveram lugar no jogo com o Arouca.

O CD, em comunicado, refere que «não foi feita prova» em sede de instrução de que os dragões tivessem provocado o “apagão” e que «não foi detetada qualquer avaria» no sistema tecnológico de auxílio ao árbitro principal.

Também o técnico de suporte ao VAR, Adriano Costa, acabou absolvido da acusação de inobservância de outros deveres, mas foi suspenso por 23 dias e multado em 230 euros pela sua falta de comparência em diligências «para as quais foi regularmente notificado».

O FC Porto empatou com o Arouca (1-1), num jogo em que houve uma falha energética do videoárbitro entre os 87 e os 90+11 minutos. Nesse período, o árbitro Miguel Nogueira reverteu um penálti assinalado por falta sobre Mehdi Taremi, mesmo sem ter visto as imagens do lance, devido a dificuldades técnicas, tendo então contactado via telefónica Rui Oliveira, o VAR.

Relacionados

Patrocinados