Liga quer ser ouvida nas decisões do Governo para o futebol

27 mar, 15:51

Cimeira dos líderes das SAD's debateu os desafios para o futebol português, entre os quais a «ameaça» da Superliga

A Cimeira de Presidentes, que reuniu os líderes das SAD’s da Liga e da II Liga, esta quarta-feira, em Coimbra, centrou-se no debate sobre os desafios que o futebol português enfrenta.

Os presidentes demonstraram preocupação quanto à centralização dos direitos televisivos, à melhoria das infraestruturas e ao desenvolvimento do futebol português através do Mundial 2030.

«A nova experiência para o adepto e a forma como hoje o futebol é consumido é uma das preocupações dos clubes, que têm de perceber que o futebol enquanto atividade de entretenimento compete com outras», disse o presidente da Liga, Pedro Proença, à saída da reunião.

Além disso, os dirigentes manifestaram a intenção de serem ouvidos «na definição de temas e estratégias relevantes» para o futebol nos próximos ciclos governamentais.

«As propostas já foram partilhadas nas campanhas eleitorais, foram enviadas para todos os partidos. A redução dos custos de enquadramento é fundamental, assim como a redução da taxa de IVA, IRS e IRC, a capacidade de voltarmos a mexer no decreto-lei que define a chave de repartição das apostas desportivas. Há uma série de assuntos e uma agenda que queremos ver discutida o quanto antes. Estamos na expectativa de rapidamente ter um poder executivo que possa ser interlocutor para a agenda desportiva. Assim que soubermos quem vai ficar com a pasta do desporto, vamos sentar-nos para discutir as alterações que devem ser feitas», afirmou Proença.

A criação da Superliga foi outro dos tópicos em cima da mesa e os clubes defenderam que «é crucial que os principais "stakeholders" do Futebol Europeu estejam unidos contra essa ameaça».

Os líderes das SAD’s apontaram também que a European Leagues e a Associação de Clubes Europeus (ECA) devem ter atenção ao calendário das equipas presentes nas competições europeias e «foi ainda assegurado que os clubes portugueses não serão prejudicados financeiramente no novo modelo de distribuição com a reformulação dos quadros pós-2024».

Este encontro contou também com as intervenções do Presidente da UEFA, Aleksander Ceferin, e de Nasser Al-Khelaifi, enquanto Presidente da ECA, ambos através de vídeo. Tobias Hedtstück, diretor de Competições da UEFA, marcou presença na reunião.

A próxima Cimeira de Presidentes vai realizar-se em setembro de 2024.

Relacionados

Sporting

Mais Sporting

Mais Lidas

Patrocinados