Governo investe mais 4 milhões de euros no combate ao abandono no ensino superior

Agência Lusa , HCL
26 mai 2023, 00:05
Universidade de Coimbra (Facebook)

O lançamento do aviso de financiamento será apresentado num seminário dedicado ao tema “Sucesso académico e prevenção do abandono no Ensino Superior”, que se realiza no Instituto Politécnico de Setúbal.

O Governo vai investir mais quatro milhões de euros no programa de combate ao insucesso e abandono no ensino superior e a segunda fase de financiamento destina-se às instituições de Lisboa, Algarve, Açores e Madeira.

A verba para a segunda fase do Programa de Promoção de Sucesso e Redução de Abandono no Ensino Superior foi anunciada hoje pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES) que, em comunicado, explica que o montante “destina-se a apoiar iniciativas de combate ao abandono e insucesso no ensino superior”.

Desta vez, serão financiadas iniciativas desenvolvidas por instituições de ensino superior, públicas e privadas, da Área Metropolitana de Lisboa, Algarve, e regiões autónomas dos Açores e da Madeira. 

Na primeira fase, concluída no início do ano, foram financiadas 24 instituições, em cerca de 6,6 milhões de euros, das chamadas regiões de convergência (Norte, Centro e Alentejo), uma vez que o financiamento era garantido pelo Fundo Social Europeu, através do Programa Operacional Capital Humano.

“Nesta segunda fase, o Governo pretende continuar a estimular o desenvolvimento de mecanismos de apoio à integração académica dos novos estudantes e à promoção do seu sucesso, através da adoção de práticas inovadoras de ensino, aprendizagem e avaliação e pelo fortalecimento das práticas de autoaprendizagem e de trabalho em equipa”, refere o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES).

Destinada, sobretudo, aos alunos inscritos pela primeira vez no ensino superior, o executivo sublinha que se trata de uma “iniciativa sem precedentes na promoção do sucesso académico e no combate ao abandono”.

“Apesar de Portugal ter taxas de abandono e de insucesso abaixo da média da OCDE, o MCTES considera prioritário estimular a qualidade e a relevância das aprendizagens no ensino superior”, acrescenta o comunicado.

Na sessão, serão apresentados vários projetos financiados na primeira fase do programa, bem como os resultados dos projetos de predição do abandono e insucesso com Inteligência Artificial, desenvolvidos nas universidades de Trás-os-Montes e Alto Douro, Porto e Instituto Politécnico do Cávado e do Ave.

Estarão também presentes a ministra da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Elvira Fortunato, e o secretário de Estado do Ensino Superior, Pedro Nuno Teixeira.

Governo

Mais Governo

Patrocinados