Itália: Nápoles anuncia boicote às campanhas anti-racismo da Serie A

26 mar, 18:51
Nápoles-Cagliari (Alessandro Garofalo/LaPresse via AP)

Campeão italiano mostra-se surpreendido pela absolvição de Acerbi

O Nápoles reagiu em comunicado à absolvição de Francesco Acerbi de alegados insultos racistas dirigidos a Juan Jesus e mostrou estar surpreendido pelo desfecho do caso, encerrado por falta de provas.

«Francesco Acerbi não foi sancionado. De acordo com o sistema de "justiça" desportiva, Juan Jesus deve ser o culpado, por acusar injustamente um colega de futebol. Não é razoável acreditar que ele entendeu mal», lê-se na nota do clube.

«O princípio da maior probabilidade de um acontecimento, que existe na justiça desportiva e que fica claro pela dinâmica do incidente e pelo pedido de desculpas oferecido em campo, simplesmente desaparece neste julgamento. Achamos isso surpreendente», refere ainda a nota.

O campeão italiano considera ainda que, se ficou provado que existiram comentários «ofensivos e ameaçadores», o defesa-central do Inter de Milão deveria ter sido castigado.

Além disso, o Nápoles anunciou um boicote às campanhas contra o racismo da Serie A. «O Nápoles não participará mais em iniciativas anti-racismo e anti-discriminação geridas por instituições do futebol que são meramente simbólicas, mas continuaremos a organizá-las nós próprios, como sempre fizemos, com renovada convicção e determinação.»

No final da nota, os «azzurri» deixam a hastag «#iostoconjj» (estou com JJ).

Relacionados

Mais Lidas

Patrocinados