Havertz brilha, Arsenal aplica «manita» ao Chelsea e lidera à condição

23 abr, 21:54
Arsenal-Chelsea (Foto: AP/Kin Cheung)

Alemão marcou dois golos à ex-equipa e Ben White também bisou

Um arraso!

O Arsenal aplicou uma «manita» ao Chelsea, no dérbi londrino, e isolou-se à condição no primeiro lugar da Premier League.

Os «gunners» tiveram uma entrada muito forte na partida e abriram o marcador aos quatro minutos por Leandro Trossard na sequência de uma bela jogada coletiva. Declan Rice recebeu no lado esquerdo do meio-campo, arrancou até à área e soltou para o belga que rematou com a bola passar pelo meio das pernas de Petrovic.
 

Após o golo, o conjunto do Norte de Londres continuou a dominar a seu bel-prazer a partida e criou ocasiões para aumentar a vantagem. Declan Rice errou o alvo por pouco num remate à entrada da área e Havertz e Trossard viram Petrovic impedi-los de celebrarem o 2-0. Em sentido contrário, os blues conseguiram, a espaços, chegar à área contrária e numa dessas ocasiões por pouco não marcaram: Gabriel Magalhães quase marcava um autogolo, mas a bola bateu no poste. Pouco depois, o ex-Benfica, Enzo Fernández, atirou ao lado num remate rasteiro à entrada da área.

O resultado era lisonjeiro para o Chelsea ao intervalo. A segunda parte foi, de resto, um descalabro completo. Depois de Rice e Havertz terem ameaçado o golo, Ben White aproveitou uma bola perdida na área para descansar os «gunners».
 


Com o rival da cidade no tapete, o Arsenal não tirou o pé do acelerador e continuou a carregar chegando ao 3-0 escassos minutos depois. Odegaard fez um excelente passe a rasgar a defesa contrária e isolou Kai Havertz que não perdoou e marcou à ex-equipa.
 

Estava aberta a festa no Emirates que ainda viu o alemão marcar mais um golo, o segundo ao clube que representou entre 2020 e 2023. O 5-0 final foi anotado por Ben White depois de um passe (mais) de grande qualidade de Odegaard. O inglês parecia que estava a tentar cruzar, mas a bola saiu «direitinha» para o fundo da baliza dos blues.
 

O jogo caminhou para o final com o Chelsea completamente irreconhecível. Pochettino reforçou o setor defensivo para evitar uma humilhação ainda maior enquanto Arteta «poupou» jogadores com vista a novo dérbi, desta feita com oTottenham, no fim de semana. Além de Jesus, Martinelli, Jorginho e Zinchenko, também Fábio Vieira somou minutos (15 minutos) e ficou perto de um golo - a bola foi à malha lateral.

Com esta vitória o Arsenal soma 77 pontos, mais três que o Liverpool (menos um jogo) e mais quatro que o Manchester City (menos dois jogos). Por sua vez, o Chelsea 9.º com 47 pontos, a 13 do Tottenham, quinto classificado.

 

 

 

Relacionados

Patrocinados