«Quantas vezes o Jorge Jesus e o Paulo Sousa ganharam a Champions?»

6 jan, 23:23
Celso Roth (Getty Images)

Treinador brasileiro, Celso Roth, quer que o futebol do país adquira pessoas qualificadas

O treinador brasileiro Celso Roth questionou esta quinta-feira os critérios de escolha dos dirigentes dos clubes do seu país na contratação de treinadores, apontando mesmo aos portugueses Jorge Jesus e Paulo Sousa, apesar de ter deixado alguns elogios ao técnico que recentemente deixou o Benfica.

Jorge Jesus passou pelo Flamengo antes de ter voltado ao Benfica, deixando marca com a conquista da Libertadores, da Recopa Sul-Americana, do Brasileirão, da Supertaça brasileira e ainda da Taça Guanabara e do Campeonato Carioca. Agora, é Paulo Sousa quem vai assumir o comando técnico, depois da saída de Renato Gaúcho.

«Queremos qualidade. Com exceção do Jesus e do Abel, questionado antes da Libertadores - ganhou porque fez um esquema retroativo - temos que analisar. O Jorge Jesus fez um trabalho maravilhoso, mas antes de vir para o Brasil e mesmo agora, sempre foi questionadíssimo em Portugal. Ele teve a felicidade - e há esses momentos na carreira - de chegar na hora certa, com uma equipa boa, com qualidade técnica, não tirando o mérito ao treinador, muito menos ao Jorge Jesus», disse, em declarações no programa brasileiro Central do Mercado.

Depois, o técnico de 64 anos, que não está no ativo desde 2016, falou das opções dos dirigentes.

«Temos de ter muito cuidado. Quem faz as escolhas é que tem de ter cuidado. Estamos agora nesta situação: o dirigente agora acha que o treinador brasileiro não tem mais qualidade para trabalhar nas suas equipas. E vai buscar quem ganhou o quê? O Jorge Jesus ganhou a Copa da Europa [Champions] quantas vezes? O Paulo Sousa ganhou a Copa da Europa quantas vezes? Se é para trazer gente, é para trazer gente que qualifique o nosso futebol. Nós melhorámos no quê? O Flamengo melhorou em quê com o Jorge Jesus, a não ser a qualidade técnica de uma equipa de muita qualidade técnica? Estou a falar de uma maneira geral e não é contra ninguém», afirmou.

Se é verdade que Paulo Sousa nunca ganhou a Liga dos Campeões como treinador, já ganhou - e por duas vezes - como jogador. Em 1996, ao serviço da Juventus. Em 1997, ao serviço do Borussia Dortmund.

Relacionados

Novo Dia CNN

5 coisas que importam

Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.
Saiba mais

Brasil

Mais Brasil

Patrocinados